Inicio Gloss√°rio Outra Gloss√°rio
Navegar pela letra
Todas | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Outra
Navegar pela categoria
CFTV [337] | Tecnologia Digital e Redes [0] | Fibras √ďticas [0] | Todas as categorias[337]

Outra

Nós correntemente temos 18 palavras que começam com esta letra.

Imprimir em formato amig√°vel Enviar este termo a um amigo 10Base-2 [CFTV]

Os cabos 10Base2, tamb√©m chamados de cabos coaxiais finos, ou cabos Thinnet, s√£o os cabos coaxiais usados em redes Ethernet de 10 megabits. Seu di√Ęmetro √© de apenas 0.18 polegadas, cerca de 4.7 mil√≠metros, o que os torna razoavelmente flex√≠veis. O "10" na sigla 10Base2, significa que os cabos podem transmitir dados a uma velocidade de at√© 10 megabits por segundo, "Base" significa "banda base" e se refere √† dist√Ęncia m√°xima para que o sinal pode percorrer atrav√©s do cabo, no caso o "2" que teoricamente significaria 200 metros, mas que na pr√°tica √© apenas um arredondamento, pois nos cabos 10Base2 a dist√Ęncia m√°xima utiliz√°vel √© de 185 metros. Usando cabos coaxiais n√£o √© necess√°rio utilizar um hub, mas em compensa√ß√£o a velocidade da rede fica limitada a apenas 10 megabits. Outro problema √© que esta topologia √© muito suscept√≠vel a problemas de mal contato, principalmente em redes com mais de 5 PCs.
Atualmente os cabos coaxiais são cada vez menos usados, já que além de menos susceptíveis a problemas, os cabos de par trançado categoria 5 suportam transmissão de dados a 100 megabits, ou até mesmo 1 gigabit, caso sejam utilizadas placas de rede Gigabit Ethernet.


Imprimir em formato amig√°vel Enviar este termo a um amigo 10Base-T [CFTV]

Este é o padrão de redes Ethernet de 10 megabits, onde são utilizados cabos de par trançado. O 10 no nome indica justamente a velocidade máxima de transmissão de dados. Apesar de 10 megabits corresponderem a 1.25 megabytes por segundo, na prática a velocidade de transmissão dificilmente ultrapassa os 800 kb/s, pois junto com os dados são transmitidos sinais de modulação, bits de correção de erros etc. As placas de 10 megabits já caíram em desuso a algum tempo, pois todas as placas PCI atuais transmitem a 100 megabits. Apesar disso, as placas de 100 megabits mantém compatibilidade com o padrão anterior.


Imprimir em formato amig√°vel Enviar este termo a um amigo 2.5G [CFTV]

A primeira geração de celulares ou 1G, ainda composta por modelos analógicos, surgiu durante a década de 70, se popularizou durante a década de 80 e continuou sendo usada durante boa parte da década de 90. Os celulares analógicos são pouco mais sofisticados que os aparelhos de rádio amador e não são muito adequados para a transmissão de dados.
No in√≠cio da d√©cada de 90 surgiram os celulares digitais, a segunda gera√ß√£o, ou 2G, composta pelos padr√Ķes CDMA, TDMA e GSM. Apesar de j√° trabalharem com transmiss√Ķes digitais, a velocidade de transmiss√£o de dados √© muito baixa. Que o digam os usu√°rios do Wap.
Os celulares 2.5G representam uma grande evolução em termos de transmissão de dados, pois utilizam transmissão por pacotes, o que significa que os celulares ficam constantemente conectados à Web e o usuário paga apenas pelos dados transmitidos, ao contrário do Wap, onde é cobrado por minuto de conexão. Outra vantagem do 2.5G é a maior velocidade. O padrão que está sendo implantado no Brasil permite a transmissão de dados a 144 kbps.


Imprimir em formato amig√°vel Enviar este termo a um amigo 3G [CFTV]

Os celulares de terceira geração, ou 3G estão começando a serem implantados no Japão e devem ainda demorar mais alguns anos para chegarem ao Brasil, onde ainda estamos vendo a transição do 2G para o 2.5G.
O principal atrativo deste novo padrão é a maior velocidade de transmissão de dados. Estamos falando de 2 megabits, contra apenas 14.4 k do Wap e 144 k dos celulares 2.5G.
Al√©m de oferecerem acesso r√°pido √† Web, os celulares 3G poder√£o ser utilizados para realizar videoconfer√™ncia e para streaming de v√≠deo (clipes, seriados, etc.). De fato, v√°rios prot√≥tipos de celulares 3G trazem chips decodificadores de v√≠deo em MPEG 2 ou MPEG 4, telas coloridas de alta resolu√ß√£o e c√Ęmeras de videoconfer√™ncia.
Assim como no 2.5G a transmissão de dados é feita através de pacotes, o que significa que o celular fica continuamente conectado à Web e o usuário paga apenas pelos dados transmitidos.
Um detalhe importante é que os 2 megabits são compartilhados entre todos os celulares cobertos por cada torre, o que significa uma velocidade muito mais baixa na prática, principalmente nos horários de maior movimento.


Imprimir em formato amig√°vel Enviar este termo a um amigo 4G [CFTV]

A quarta gera√ß√£o de telefones celulares ainda est√° em desenvolvimento, mas promete velocidades de transmiss√£o bastante superiores aos celulares 3G: entre 20 e 40 megabits. Os celulares 4G de vem come√ßar a ser usados no Jap√£o por volta de 2006, (s√≥ Deus sabe quando chegar√£o por aqui. O 4G aumentar√° ainda mais o potencial dos celulares como plataforma de entretenimento, al√©m de tornar a transmiss√£o de dados mais barata em rela√ß√£o aos padr√Ķes
anteriores.


Imprimir em formato amig√°vel Enviar este termo a um amigo 56Kflex [CFTV]

Veja: V.90


Imprimir em formato amig√°vel Enviar este termo a um amigo 802.11a [CFTV]

Veja: IEEE 802.11


Imprimir em formato amig√°vel Enviar este termo a um amigo 802.11b [CFTV]

Veja: IEEE 802.11


Imprimir em formato amig√°vel Enviar este termo a um amigo 802.11b+ [CFTV]

Esta √© uma evolu√ß√£o do padr√£o de redes sem fio IEEE 802.11b desenvolvido pela DLink. Este n√£o √© um padr√£o aprovado pelo IEEE por isso √© chamado apenas "802.11+" e n√£o "IEEE 802.11+". O 802.11b+ √© suportado por um n√ļmero relativamente pequeno de produtos, mas traz como principal vantagem o aumento da taxa de transfer√™ncia a curtas dist√Ęncias, que segundo os fabricantes pode chegar a at√© 22 megabits, o dobro dos 11 megabits permitidos pelo 802.11b tradicional, ao mesmo tempo em que mant√©m compatibilidade com o padr√£o antigo.
A mudança é transparente para o usuário. Ao conectar dois dispositivos 802.11b+ ele se reconhecem e passam a trabalhar a 22 megabits. Caso sejam misturados com dispositivos 802.11b tradicionais a taxa de transmissão cai automaticamente para 11 megabits, respeitando a velocidade dos dispositivos mais lentos.
Vale lembrar que os 22 megabits s√£o atingidos apenas em dist√Ęncias muito curtas, apenas alguns metros. A partir da√≠ a velocidade cai vertiginosamente, se aproximando cada vez mais da velocidade dos transmissores 802.11b tradicionais.


Imprimir em formato amig√°vel Enviar este termo a um amigo 802.11g [CFTV]

Veja: IEEE 802.11


Imprimir em formato amig√°vel Enviar este termo a um amigo √Ābaco [CFTV]

R√©gua Tabular de c√°lculo onde s√£o definidos valores de acordo com escalas pr√©-determinadas. Em CFTV consiste de um circulo com 3 eixos m√≥veis que determinam o tamanho da lente de acordo com o formato e a dist√Ęncia focal conseguida com esta lente para determinada dist√Ęncia.


Imprimir em formato amig√°vel Enviar este termo a um amigo √āngulo de Vis√£o [CFTV]

Isto √© o que se altera (n√£o a dist√Ęncia focal) quando √© usada uma lente designada para um determinado formato em um outro formato. O √Ęngulo de vis√£o diminui com tamanho do formato. Por exemplo voc√™ tem uma lente para CCD de 1/3" e utiliza em uma c√Ęmera com CCD de 1/4", neste caso a lente ter√° um angulo de vis√£o menor do que se fosse conectada a uma c√Ęmera com CCD de 1/3".


Imprimir em formato amig√°vel Enviar este termo a um amigo DNR [CFTV]

Fun√ß√£o de redu√ß√£o digital de ru√≠do (DNR - Digital Noise Reduction) destinada a reduzir o ru√≠do devido ao limite de sensibilidade da c√Ęmera em ambientes escuros que acarreta o efeito de "granula√ß√£o" de pixeis que pode gerar a grava√ß√£o por detec√ß√£o de movimento com falsa detec√ß√£o, gerando a ocupa√ß√£o de discos em sistemas de CFTV digital.


Imprimir em formato amig√°vel Enviar este termo a um amigo √ćris Eletr√īnica [CFTV]

Veja EI.


Imprimir em formato amig√°vel Enviar este termo a um amigo Servidor [CFTV]

Em geral, um servidor √© um programa de computador que presta servi√ßos a outros programas de computador no mesmo ou em outros computadores. Um computador que executa um programa de servidor geralmente √© conhecido como servidor. Na pr√°tica, o servidor pode conter qualquer n√ļmero de programas de servidor e cliente. Um servidor Web √© um programa de computador que fornece os arquivos ou as p√°ginas HTML solicitadas ao cliente (navegador). Pode ser um hardware dedicado utilizado como servidor ou um dispositivo com capacidade de processamento rodando um software servidor.


Imprimir em formato amig√°vel Enviar este termo a um amigo URL [CFTV]

Uniform Resource Locator ou Localizador Uniforme de Recursos. Trata-se um "endereço" na rede.


Imprimir em formato amig√°vel Enviar este termo a um amigo Video Switcher [CFTV]

Comutador ou Sequencial de video s√£o dispositivos utilizados na comuta√ß√£o manual entre uma c√Ęmera e v√°rios monitores ou a comuta√ß√£o autom√°tica, na ocorr√™ncia de situa√ß√Ķes de alarme.


Imprimir em formato amig√°vel Enviar este termo a um amigo White Balance [CFTV]

Veja Balan√ßo de Branco. Engloba Fun√ß√Ķes como ATW e AWB.


ÔĽŅÔĽŅÔĽŅ

An√ļncios

An√ļncios

Enquetes

Qual a resolu√ß√£o das c√Ęmeras que voc√™ utiliza em seus projetos?
Acima de 8MP 8% (8)
5MP - 8MP / 4K 3% (3)
3MP - 5MP 7% (7)
1080p / 2MP 31% (29)
720p / 1MP 39% (37)
SD - Standard Definition 9% (9)
Total de votos: 93
Esta Enquete encerrou em 2018/3/31 23:59
Coment√°rios?

Pesquisar nos Fóruns

Pesquisa Avançada

Inscreva-se em nossa lista de e-mails

An√ļncios

Conte√ļdo Correspondente


style="display:block"
data-ad-format="autorelaxed"
data-ad-client="ca-pub-6290776660462717"
data-ad-slot="7712548665">

Facebook


An√ļncios

An√ļncios

Destaque

Design por: Angelo Rocha