Tecnologia: Relógio de ponto vigia

Enviado por: mpperesem 06/01/2011 1859 leituras

A luta contra o sono é uma realidade para todos que trabalham no período noturno. Se é ruim para o funcionário que passa por situações embaraçosas, também acaba sendo um drama para os empresários preocupados com a qualidade na prestação do serviço.






Uma das alternativas para amenizar esse problema é o uso da tecnologia. O relógio vigia permite que o empregador estabeleça um período de tempo em que o funcionário deverá passar o cartão ao longo da jornada de trabalho. No momento em que é obrigado a se movimentar com frequência, a tendência é que ele vença com mais facilidade o cansaço.

A Diponto, empresa especialista em relógio ponto há 25 anos, aliou a confiança na tecnologia com a praticidade para o desenvolvimento do relógio. O gerente operacional da empresa Vigilância Asgarras, que adquiriu o produto, Luis Alberto Souza, conta que pôde melhorar a eficiência na fiscalização durante a madrugada.

- O relógio é mais em conta por ter um preço razoável em comparação com outros produtos que têm o mesmo objetivo. A empresa pode montar seis equipamentos em lugares diferentes, por exemplo. Quando o funcionário fizer a ronda, terá que bater o ponto em cada local, o que o torna muito prático - explica.

A outra opção é apenas um relógio que terá uma hora determinada para o funcionário marcar sua presença. O equipamento deixará registrado os horários que o funcionário bateu o ponto, assim o empregador poderá conferir ao final do turno.

Junto ao equipamento acompanham duas chaves para abrir o relógio, uma caixa de discos e seis chaves de estação para ronda. A peça é imune a corrosão e emborrachada externamente. 
 
 
 
Engº Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?


Importante:
'Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.'