CFTV: Campo Grande debate monitoramento com câmeras em áreas estratégicas

Enviado por: mpperesem 14/05/2011 855 leituras
O sistema de segurança pública em Campo Grande pode ser reforçado com uma medida preventiva de grande alcance e que vem apresentando indiscutível eficiência no combate e na prevenção à criminalidade: a instalação de câmeras de TV em regiões de grande movimento ou mais vulneráveis à ação dos criminosos.




Para debater o assunto e apontar de que forma o sistema seria adotado, o vereador Alex (PT), presidente da Comissão Permanente de Segurança Pública, está convocando a sociedade para audiência pública a ser realizada na próxima quarta-feira (4), a partir das 9h, no Plenário Edroim Reverdito.

Segundo o vereador, é fundamental que a sociedade participe da audiência, pois o debate legitimará uma decisão extremamente necessária para a comunidade. A seu ver, há posições antagônicas a respeito e todas as opiniões precisam ser ouvidas e respeitadas. “Defendo esse tipo de monitoramento. Nos dias de hoje, a cidadania impõe medidas fortes e eficazes para a proteção das pessoas”, considera Alex, observando, em seguida, que diversos crimes têm sido esclarecidos ultimamente graças a esse recurso.

Alex cita alguns casos de sucesso na investigação policial baseada em imagens obtidas pelas câmeras de segurança, como o do segurança assassinado em uma boate de Campo Grande e o de assassinatos cometidos no centro de São Paulo. “Alguns crimes que entrariam na lista dos insolúveis agora são elucidados graças ao uso desses equipamentos”, acentua Alex. Para o petista, porém, o benefício mais importante das câmeras é seu efeito preventivo. “Por mais abusados que sejam, os criminosos pensam duas vezes antes de agir quando levam em conta a possibilidade de ser identificados”.

De qualquer forma, Alex entende que o melhor para definir a proposta é a participação ativa da sociedade, até porque há questões que precisam ser bem esclarecidas e avaliadas. Uma delas é a responsabilidade na execução da medida. “Em princípio, a Constituição Federal fixa que a segurança pública é dever do Estado. Na teoria, os governos estadual e federal teriam então a atribuição de executar e implantar as políticas de segurança. Mas o Município também pode e deve cumprir seu papel nesse contexto”, reivindica o vereador.

“Segurança pública é prioridade absoluta para o bem estar da população. Assim, a Prefeitura também precisa fazer seu papel, seja na manutenção e na expansão da iluminação pública, na implantação de projetos de lazer e esportivos para a juventude e, se for o caso, no apoio às ações de prevenção e repressão, caso das câmeras de monitoramento da cidade”, define. “O que não podemos é ficar parados assistindo à multiplicação de notícias sobre todo tipo de crimes que infelicitam diariamente o nosso povo”. 
 
 
 
Engº Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?


Importante:
'Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.'