Enviado por: sirleimadr em 13/08/2015 1367 leituras

Segurança Pública Câmeras que monitoram o trânsito vão começar a multar em 90 dias

Câmeras que monitoram o trânsito vão começar a multar em 90 dias

Todas as 250 câmeras de monitoramento do CCO estão interligadas aos equipamentos do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops).






 Em até 90 dias, o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) pretende utilizar as imagens captadas pelas câmeras de monitoramento do Centro de Controle Operacional (CCO) do órgão para fiscalizar e multar as infrações de trânsito, em Manaus. A medida foi autorizada pela Resolução 532 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), publicada no Diário Oficial da União (DOU), dia 19 de junho.

Outra resolução, a de nº 471, de 2013, já autorizava as autuações de infrações de trânsito registradas por câmeras de monitoramento em rodovias. A nova determinação  estende a medida também para as vias urbanas.

O diretor-presidente do Manaustrans, Paulo Roberto Martins, informou que, a partir de agora, as infrações como estacionamento proibido, conversão e retorno irregulares, avanço de sinal, falta de cinto de segurança, uso de celular ao volante, entre outras, podem ser autuadas sem a presença física do agente de trânsito. “Poderemos aplicar multas a distância, utilizando as imagens das câmeras de monitoramento”, explicou.

Segundo ele, todas as 250 câmeras de monitoramento do CCO estão interligadas aos equipamentos do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) e atuam, hoje, de forma conjunta para oferecer “uma resposta, principalmente em relação aos problemas voltados ao trânsito, para a população”. 

“Quando há uma acidente, usamos as imagens para acionar o mais rápido possível o socorro e, assim liberar a via o mais rápido possível; em situações de semáforos intermitentes e outros. Agora estas câmeras também estarão sendo usadas para combater e autuar as infrações”, afirmou.

Martins informou que, nos próximos 90 dias, as câmeras já existentes estarão sendo reposicionadas e outros equipamentos serão instalados em locais onde infrações como retorno e conversão irregulares e estacionamento  proibido costumam ocorrer na cidade.  “Estamos nos preparando para aplicar a determinação do Contran. Precisamos posicionar as câmeras para que elas possam registrar as placas dos veículos. Em até 90 dias acredito que esta readequação estará concluída”, disse. 

Segundo Martins, esta medida não inviabiliza a colocação dos radares, que ainda aguardam uma nova licitação para serem instalados em Manaus. “São duas fiscalizações distintas. Os radares fiscalizam a velocidade e, pelas câmeras de monitoramento, não dá para medir o limite de velocidade”, explicou.

MULTAS - Infrações mais comuns:

Estacionamento proibido Infração média à grave, dependendo do local. Multa pode variar de R$ 53,20 a R$ 191,54, perde de 3 a 5 pontos na CNH e remoção do veículo

Avançar o sinal vermelho ou o de parada obrigatória 
Infração gravíssima. Multa de R$ 191,54 e perde 7 pontos na CNH

Dirigir com fones de ouvido  ou celular
Infração média. Multa de R$ 85,13 e perde 4 pontos na CNH

Ultrapassar em local proibido 
Infração gravíssima. Multa de R$ 957,70 e perde 7 pontos na CNH

Fazer conversão em local proibido 
Infração grave. Multa de 127,69 e perde 5 pontos na CNH

Não usar cinto de segurança 
Infração grave. Multa de 127,69 e perde 5 pontos na CNH

origem: http://new.d24am.com/noticias/amazona ... ito-multar-90-dias/138388


Sirlei Madruga de Oliveira

sirlei@guiadocftv.com.br

Editora do Guia do CFTV


Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?





Importante:

Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.'