Enviado por: sirleimadr em 20/06/2018 51 leituras

CFTV Credicitrus utiliza reconhecimento facial para personalizar atendimento

Credicitrus utiliza reconhecimento facial para personalizar atendimento

As câmeras de videomonitoramento podem ser utilizadas para além da segurança patrimonial. A Cooperativa de Crédito, Credicitrus, inovou e utilizou a tecnologia IP somada a um analítico de Reconhecimento Facial para melhorar o atendimento aos clientes nas agências. Os desafios do projeto inédito precisaram da união entre a instituição financeira e a especialista em soluções Teleinfo, para encontrar a tecnologia perfeita para atender às expectativas da área comercial – beneficiária das imagens.






A ideia de utilizar o reconhecimento facial para oferecer atendimento personalizado nas agências faz parte do perfil da cooperativa, que enxerga a inovação não como uma opção, mas um imperativo do mercado às empresas que buscam continuar na vanguarda do sistema financeiro e em sintonia com as necessidades dos clientes.

Mas, na prática, para alcançar resultados é preciso mobilizar diversas tecnologias e integrar os novos recursos ao cotidiano de cooperados e colaboradores, além de superar desafios na instalação e escolha dos equipamentos. Por exemplo, cada agência conta com condições de iluminação únicas, ou a incidência de luz direta em diferentes etapas do dia, além da arquitetura – é necessário mais do que um software e um equipamento para fazer a escolha certa.

"Na fase de análise do melhor conjunto de câmera e lente precisamos entender as características e necessidade técnicas do software para, em um cálculo, usando nosso expertise e ferramentas de projeto da Axis, identificamos a melhor plataforma tecnológica para que o algoritmo de reconhecimento facial embarcado na câmera tivesse seu processamento no nível requerido e, consequentemente, sua assertividade equalizada com as expectativas de aplicação do cliente", explica Marco Antonio Rodrigues Avelar, diretor de Integração e Tecnologias Avançadas da Teleinfo Soluções.

O resultado possibilitou preparar os colaboradores do ponto de atendimento e atender os clientes de forma assertiva e direta. Através do reconhecimento facial, o sistema pode antecipar as demandas do cooperado – que não precisa explicar novamente o que busca e ser atendido com soluções efetivas. Os não-cadastrados, ou seja, não clientes, também ganham em economia de tempo – podem receber atenção especial, com a resposta às principais dúvidas sobre o funcionamento da cooperativa de crédito.

Origem: NetSeg


Marcelo Peres

mpperes@guiadocftv.com.br

GuiadoCFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Importante: 'Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.'

Quer enviar suas notícias? Envie um e-mail para noticias@guiadocftv.com.br