A Comba Telecom iniciou a comercialização, em toda a América Latina, da nova solução ScanViS Series, ferramenta de controle de acesso e segurança por meio de reconhecimento facial. O sistema é composto por algoritmos próprios, desenvolvidos a partir de Inteligência Artificial (IA) e treinados por meio da tecnologia de Deep Learning com mais de 100 milhões de faces.

Segundo Gabriel Monllor, Regional Sales Director da Comba, o sistema é aplicável em ambientes que necessitam de tecnologia de ponta no controle de acesso e segurança e onde a proteção de clientes e visitantes é de extrema importância. “A solução pode ser implementada em grandes eventos ou shows, estádios, hospitais, prédios corporativos, residenciais e escolas, e também na área de segurança pública por meio do monitoramento e da análise de pessoas e placas de carros”, explica

A solução é dividida em três frentes: ScanViS ID, que controla presença, acesso e reconhecimentos VIP; ScanViS Display, que utiliza dados do público para exibir anúncios segmentados e mensagens; e ScanViS Analyze, que rastreia dados do público, como idade, gênero, expressões e tráfego, por meio de reconhecimento facial. “Procuramos acompanhar as tendências do mercado de tecnologia e estamos atualizando nossas soluções para atender as demandas de IoT e inteligência artificial”, destaca Monllor.

Além de melhorar a experiência dos visitantes e usuários, otimizar as operações e aumentar a segurança, o ScanViS possui produtos para aplicações diversificadas: GateGuard, GateGuard Lite, VisCom, SIS e CamGuard. “Este último detecta até 10 faces em uma única cena, identifica alvos e atualiza acessos, em tempo real, em dispositivos móveis”, pontua.

Com foco em segurança pública, o sistema SIS agrega a utilização de câmeras, óculos inteligentes, aplicativos móveis para identificação de alvos e tomada de ação rápida. “A tecnologia tornou-se uma aliada dos cidadãos e representa uma maior efetividade de políticas de segurança”, destaca Monllor. “Com soluções como essa, que permite a integração de dados, é possível aprimorar e melhorar a prestação de serviço à sociedade”, completa.

O executivo também ressalta que os softwares ScanViS Display e ScanViS Analyze são uma ferramenta indispensável para o setor de varejo por gerarem relatórios que auxiliam empresários, profissionais de marketing e agências de publicidade a entender o perfil de seu público. “Os levantamentos são realizados com informações

como idade, gênero, expressões faciais, tempo de permanência e mapas das lojas. Esses dados podem auxiliar na tomada de decisões em campanhas de vendas e publicidade e melhorar a experiência do cliente”, destaca Monllor.

“O ScanVis é muito mais que um simples dispositivo para reconhecimento facial. É uma verdadeira solução que permite, através do reconhecimento facial, obter o controle e a informação que geram novas soluções, desde o acesso, controle de fluxo e permanencia, visitas e muitas mais informações que podem ser integradas a outras aplicações. O ScanVis ~e uma solução que marcará uma importante mudança como ferramenta de informação do fluxo de pessoas dentro do ambiente. Em cada ambiente que se pensa, seja um edificio, uma fábrica, via pública, escolas, universidades, sempre encontrará que o ScanVis é uma solução”, finaliza o executivo.

Sistema está de acordo com a Lei de Proteção de Dados Pessoais

O sistema ScanVis é 100% baseado na Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, aprovada em 2018 no Brasil, e nenhuma imagem é armazenada no servidor. As fotos captadas pelo sistema passam por uma profunda análise e, em seguida, são deletadas automaticamente dos servidores, garantindo a privacidade de todos. O sistema apenas armazena dados como gênero, idade, sexo e expressões faciais, ou pontos específicos da face que serão utilizados para o fim previamente aprovado pelo usuário.

Tecnologia no Mobile World Congress

A CamGuard, parte da ScanViS ID, foi a solução escolhida para o acesso geral dos visitantes ao Mobile World Congress 2019, maior evento da indústria móvel, que ocorreu em Barcelona. Os participantes podiam optar por utilizar a nova tecnologia para entrar no local ou utilizar o sistema tradicional com a apresentação de passaporte. “A maioria dos visitantes escolheu nossa tecnologia, uma vez que oferecia mais segurança e praticidade ao evento e também aos usuários, que não precisavam estar sempre com seus passaportes”, explica Patrik Westfalk, presidente da Comba na América Latina e Caribe.

O sistema utilizado no congresso foi desenhado para suportar mais de 100.000 pessoas e dados de características faciais, oferecendo atualização de registros de acesso em tempo real para monitoramento e função analítica com estatísticas precisas dos visitantes. “Esse foi nosso maior teste e serviu como uma grande vitrine para nosso sistema. A partir dessa experiência, pretendemos impulsionar a imagem da solução no mercado”, finaliza Westfalk.

A Comba irá expor os produtos na Exposec, feira internacional de Segurança, entre os dias 21 e 23 de maio, no estande #749, rua 700. O evento será realizado no São Paulo Expo, em São Paulo, Brasil.

Origem: Revista Digital Security

Marcelo Peres

mpperes@guiadocftv.com.br

Guia do CFTV

 

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

 

Importante: ‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

 

Quer enviar suas notícias? Envie um e-mail para noticias@guiadocftv.com.br

Comentários