Rua Amauri, onde a gastronomia e segurança se encontram

Desde meados de outubro, a rua Amauri, o corredor gastronômico mais badalado da cidade de São Paulo, ganhou um importante aliado no combate à violência: o Sistema de Redundância de Comando Operacional desenvolvido pela Embrase, empresa especializada em Segurança Patrimonial, e Controbrás ,divisão de tecnologia da Holding, contratado pelos serviços da AMERA ( Associação dos Moradores e Empresários da Rua Amauri).

Os 150 metros de extensão da rua estão prontos para receber 100% de segurança. Para isso, foi utilizado uma série de equipamentos de última geração como câmeras sem fio, posicionadas em toda a extensão da rua. “Trata-se de um complexo sistema de segurança criado para atender, especificamente, às necessidades desse local”, afirma Marcelo Sesso, gerente da Controbrás. De acordo com Marcelo, esse projeto é fruto de muita pesquisa e dedicação, que envolveu vários profissionais para ser elaborado.

Outro destaque fica por conta de uma Unidade Móvel de Comando Operacional e Monitoramento (U.M.C.O.M), uma Van. “O carro é todo equipado com um sistema eletrônico preparado para receber imagens das diversas câmeras estrategicamente posicionadas na Amauri, e ainda os sinais de alarme presentes em todos os estabelecimentos e restaurantes que fazem parte da associação dos moradores e empresários da rua Amauri”, explica.

Contudo, o executivo destaca que essa unidade móvel possui um grande diferencial, fazendo o monitoramento em tempo real da rua. “A Van é uma unidade de controle que capta as imagens vindas das câmeras posicionadas. Ao captar esse material, essa central envia as mensagens para um centro de controle posicionado estrategicamente fora da rua Amauri”, revela o gerente, explicando que a ideia de manter o acervo de imagens fora da Van com da finalidade de se preservar os arquivos de imagem.

Outro importante ponto do sistema fica por conta de uma constante comunicação da unidade móvel com os vigilantes da Amauri. “Alguns seguranças possuem um monitor que recebe imagens do Sistema. Por exemplo, se um dos estabelecimentos estiver em uma situação de risco, com um sujeito em atitude suspeita, esse centro de controle pode mandar essa imagem para o vigilante, que receberá essas imagens de uma forma muito discreta onde terá condições para fazer uma melhor análise da situação e se necessário tomar as devidas providências”.

Destaca-se a flexibilidade do sistema que no caso de a Van, por qualquer motivo, perder o comando da operação, automaticamente quem assume, remotamente, é o centro de Monitoramento da Controbras. Ou seja, a operação em momento algum perde o comando (controle).

Os restaurantes e lojas também contam com outro apoio de segurança, um sistema de alarme integrado. Para Sesso esse sistema é considerado um avanço no quesito segurança, pois é um conjunto que integra área externa e interna de uma mesma região. “Somos pioneiros e não conheço algo parecido com isso em lugar algum”.

O projeto da rua Amauri foi desenvolvido pela EMBRASE e CONTROBRÁS, tendo como base um S.I.S. (Sistema Integrado de Segurança) e que foi contratado pela AMERA – Associação de Moradores e Empresários da rua Amauri.

O processo de implantação

O projeto de segurança Embrase/Contobrás foi desenvolvido com o objetivo de promover a prevenção de atos ilícitos da Rua Amauri, quarteirão entre as avenidas Brigadeiro Faria Lima e Nove de Julho. A Embrase então foi escolhida pela AMERA – Associação dos Moradores e Empresários da Rua Amauri – e desde o início de agosto, a rua passou a contar com o que há de mais moderno em tecnologia de segurança, com o objetivo de unir forças com a Polícia Militar do Estado de São Paulo na região, que participou da concepção por meio de orientações relevantes sobre a segurança na cidade.

Origem: http://www.revistadigitalsecurity.com.br/2012/12/21/rua-amauri-onde-a-gastronomia-e-seguranca-se-encontram/

 
Engº Marcelo Peres
mpperes@guiadocftv.com.br
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Importante:
‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.