Como a Segurança Eletrônica se reinventou nos últimos três meses

Como a Segurança Eletrônica se reinventou nos últimos três meses

Pesquisa da Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese) mostra que 40% das empresas do segmento registraram o aumento da procura por soluções de segurança voltadas às novas demandas que surgiram devido à pandemia.

Nenhuma projeção de mercado para 2020 poderia antecipar uma pandemia nessas proporções. É correto afirmar que crises estão previstas, mas a extraordinariedade de um novo vírus surpreendeu a todos.

Ao passo que o perigo da contaminação impôs novas demandas sociais (como máscaras, intensa higiene das mãos e a proibição das aglomerações), não havia tempo hábil para esperar que as fabricantes de tecnologia para segurança desenvolvessem soluções específicas. Assim, nos últimos meses, a Segurança Eletrônica olhou para seu próprio portfólio e enxergou respostas rápidas para colaborar com a sociedade agora. A reinvenção guiou o setor em tempos de crise.

Ao passo que o perigo da contaminação impôs novas demandas sociais (como máscaras, intensa higiene das mãos e a proibição das aglomerações), não havia tempo hábil para esperar que as fabricantes de tecnologia para segurança desenvolvessem soluções específicas. Assim, nos últimos meses, a Segurança Eletrônica olhou para seu próprio portfólio e enxergou respostas rápidas para colaborar com a sociedade agora. A reinvenção guiou o setor em tempos de crise.

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.