D-Link mostra sete tendências para o mercado de conectividade em 2015

A D-Link, desenvolvedora de soluções para rede, prevê sete grandes tendências para o mercado de conectividade em 2015, tanto para o consumo residencial quanto o corporativo.

Internet das Coisas (IoT): De automóveis a eletrodomésticos, de relógios de pulso e óculos a fechaduras, a grande tendência é que qualquer coisa (literalmente) possa ser facilmente monitorada e gerenciada na palma da mão, com a explosão de tablets e smartphones.

Automação Residencial ou “Casa Conectada”: com a popularidade da Internet, seu avanço em performance e disponibilidade, as soluções para automação residencial gerenciadas remotamente deverão ganhar ainda mais relevância em 2015.

Conectividade sem fio 11AC, o Wi-Fi mais rápido do mundo: com essa nova onda de Internet das coisas, tanto empresas como pessoas precisarão melhorar suas infraestruturas de redes sem fio para suportar e melhorar a performance de tantos equipamentos conectados.

Conectividade por meio da rede elétrica: o maior desejo dos consumidores na era da Internet é não perder o sinal Wi-Fi. Entretanto, o maior problema enfrentado é que, muitas vezes, o sinal chega fraco em alguns lugares da casa ou do escritório, isso devido a restrições físicas (paredes e obstáculos em geral).

Monitoramento à distância IP: A implementação de soluções de vigilância IP e monitoramento está gradativamente migrando de empresas para residências. As tecnologias IP vão progressivamente superar a tecnologia de monitoramento ou vigilância a cabo coaxial (ou CFTV), em função de sua facilidade de uso, custos totais de aquisição inferiores (equipamento+instalação) e também pela crescente necessidade de segurança e maior demanda por soluções de proteção de patrimônio pelos usuários domésticos.

Mobilidade e conectividade: A área de TI deve buscar no mercado de networking provedores de soluções que possam oferecer uma infraestrutura de rede capaz de garantir o crescimento e a expansão da rede com economia e segurança. A explosão da mobilidade fez com que o número de dispositivos conectados nas empresas aumentasse vertiginosamente.

BYOD – Bring Your Own Device: As evoluções dos smartphones, tablets e notebooks são praticamente diárias e a entrada deles nas redes empresariais se tornou uma realidade. O grande desafio é a segurança digital e a confidencialidade dos dados, que podem ser atacados de fora para dentro ou de dentro para fora das redes, ao receber um notebook com vírus, por exemplo.

D-Link é premiada em 2014

A D-Link Brasil encerra o ano de 2014 com várias conquistas acumuladas, como os prêmios “LatAm Channel Academy 2014”, na categoria  fornecedor do ano em conectividade, e “Campeões do Canal”, sendo destaque entre as melhores empresas nas categorias Networking e Equipamentos de Segurança Física. Além disso, foi novamente a melhor empresa em seu segmento no Prêmio Reclame Aqui, ficando em 2º lugar no geral na categoria Eletroeletrônicos.

Segundo Victor Proscurchin, presidente da D-Link Brasil, a empresa conseguiu crescer no Brasil em um ano complicado para o mercado em geral. “Obtivemos este resultado ao promover lançamentos relevantes e inovadores, aliados a um novo processo rígido de qualidade, agregando valor e elevando a experiência do usuário final para um novo patamar de tecnologia e interatividade, consolidando o pioneirismo da D-Link no mercado de conectividade”, explica.

Ainda, no final de 2014, a empresa começou um processo de integração com a América Latina para adotar as melhores práticas, buscando eliminar redundâncias de processos e atividades, além de reduzir custos e ganhar eficiência na comunicação interna e com o mercado. A empresa tambem anunciou importantes lançamentos que devem fazer parte de seu portfólio no próximo ano.

D-Link apresenta tecnologia de “Casa Conectada” na CES 2015

A D-Link, desenvolvedora de soluções para rede, prevê sete grandes tendências para o mercado de conectividade em 2015, tanto para o consumo residencial quanto o corporativo.

Tendências 2015 para o Mercado de consumo

Internet das Coisas (IoT): De automóveis a eletrodomésticos, de relógios de pulso e óculos a fechaduras, a grande tendência é que qualquer coisa (literalmente) possa ser facilmente monitorada e gerenciada na palma da mão, com a explosão de tablets e smartphones.

Automação Residencial ou “Casa Conectada”: com a popularidade da Internet, seu avanço em performance e disponibilidade, as soluções para automação residencial gerenciadas remotamente deverão ganhar ainda mais relevância em 2015.

Conectividade sem fio 11AC, o Wi-Fi mais rápido do mundo: com essa nova onda de Internet das coisas, tanto empresas como pessoas precisarão melhorar suas infraestruturas de redes sem fio para suportar e melhorar a performance de tantos equipamentos conectados.

Conectividade por meio da rede elétrica: o maior desejo dos consumidores na era da Internet é não perder o sinal Wi-Fi. Entretanto, o maior problema enfrentado é que, muitas vezes, o sinal chega fraco em alguns lugares da casa ou do escritório, isso devido a restrições físicas (paredes e obstáculos em geral).

Monitoramento à distância IP: A implementação de soluções de vigilância IP e monitoramento está gradativamente migrando de empresas para residências. As tecnologias IP vão progressivamente superar a tecnologia de monitoramento ou vigilância a cabo coaxial (ou CFTV), em função de sua facilidade de uso, custos totais de aquisição inferiores (equipamento+instalação) e também pela crescente necessidade de segurança e maior demanda por soluções de proteção de patrimônio pelos usuários domésticos.

Mobilidade e conectividade: A área de TI deve buscar no mercado de networking provedores de soluções que possam oferecer uma infraestrutura de rede capaz de garantir o crescimento e a expansão da rede com economia e segurança. A explosão da mobilidade fez com que o número de dispositivos conectados nas empresas aumentasse vertiginosamente.

BYOD – Bring Your Own Device: As evoluções dos smartphones, tablets e notebooks são praticamente diárias e a entrada deles nas redes empresariais se tornou uma realidade. O grande desafio é a segurança digital e a confidencialidade dos dados, que podem ser atacados de fora para dentro ou de dentro para fora das redes, ao receber um notebook com vírus, por exemplo.

Origem: IP News

Engº Marcelo Peres

mpperes@guiadocftv.com.br

Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Importante:

‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.