Fitas VHS para Gravação em Time-Lapse (2005)

Publicado por mpperes em 14-Feb-2005 21:20 (5007 leituras)

Fitas Recomendadas

Algumas marcas ou tipos de fitas de vídeo podem prejudicar as cabeças de vídeo, podendo ocasionar um desgaste prematuro das cabeças de vídeo.

Fitas tipo “NORMAL”, “PADRÃO” ou “PADRÃO ALTO” são normalmente preferidas a fitas tipo “ALTO GRAU”. A determinação do tipo de fita correto pode ser confusa. Se a dúvida ocorrer, escolha a fita de menor preço de alguma marca ou fabricante de qualidade reconhecida. Fitas de Alto Grau podem não ser aplicáveis para aplicações no modo time-lapse devido ao a capa de óxido na fita ser muito leve. Uma vez que este revestimento leve quebrar, as partes internas da fita (mais abrasivas) entram em contato com as cabeças de vídeo, causando um desgaste mais rápido e a obstrução das cabeças. Se um determinada marca de fitas for utilizada com sucesso por um longo período de tempo, não é necessária a troca para outra marca de fitas. De qualquer forma, com a proliferação das marcas de fitas, deve ser tomado cuidado na utilização de fitas de marcas desconhecidas.

Time-Lapse VCR para CFTV
Time-Lapse VCR para CFTV

Utilização das Fitas

O número de passagens da fita é importante. Quando a fita é gravada uma vez do inicio ao fim, uma passagem ocorreu. Trinta passagens é o número de utilizações recomendadas para velocidades de gravação entre duas e quarenta e oito horas. De dez a vinte passagens é o número recomendado para velocidades de gravação acima de quarenta e oito horas. Se a gravação for feita no Modo Pause então o número de passagens recomendado passa a ser dois.

Fitas Para Limpeza Das Cabeças

Fitas para limpeza das cabeças devem ser usadas somente quando necessário, ou quando a imagem reproduzida se torna nevoada. O sistema de limpeza das cabeças da 3M é normalmente o mais recomendado pois utiliza uma técnica de limpeza seca e fornece um confirmação visual da melhoria. A utilização de fitas de limpeza das cabeças como uma ferramenta manutenção preventiva irá levar a cabeça de vídeo a um desgaste acelerado da cabeça de vídeo, portanto a utilização das fitas de limpeza somente é recomendada quando a imagem se tornar degradada. A limpeza profissional das cabeças de vídeo somente deve ser conduzida por um técnico experiente e treinado. As cabeças de Vídeo podem ser facilmente danificadas e normalmente são de substituição bastante cara. A limpeza periódica por um técnico treinado, como parte de uma agenda periódica de manutenção, pode prolongar a qualidade e desempenho dos equipamentos.

Cabeças de Vídeo

O desempenho contínuo das cabeças de vídeo pode ser afetado por:

1. Marca ou tipo de fita utilizada.

2. Número de passagens de cada fita.

3. Poeira do ambiente e acumulada na área de operação do VCR.

4. A integridade mecânica do transporte (Manutenção Periódica: Inspeção e manutenção do VCR)

Para obter uma maior confiabilidade, a incorporação de um Programa de Manutenção Preventiva torna-se necessário para manter o gravador em sua melhor condição de operação. A maioria dos sistemas envolve aplicações que utilizam os gravadores 24 horas por dia, 7 dias por semana. Com o uso constante, a escolha da fita e a freqüência do uso de cada fita torna-se altamente importante. Uma inspeção do VCR a cada 4,000 horas e uma agenda Manutenção Periódica Profissional a cada 8,000 ou 10,000 horas devem ser feitas para assegurar a integridade do seu sistema de segurança e de suas gravações.

Armazenamento das Fitas

O armazenamento das fitas é outro fator importante, qeu deve ser levado em conta, para evitar uma deterioração prematura das mesmas. Deve ser escolhido um local climatizado, arejado, livre de campos magnéticos, limpo, livre de poeira e umidade, sem presença de insetos como traças e formigas. Todos os cuidados são necessários para garantir não a integridade das fitas em si, mas sim da informação que contém, a qual pode a qualquer momento ser de vital valia para o centro de operações e local observado.

Outro ponto importante é a localização, que deve ser um local seguro e de acesso exclusivo aos responsáveis pela segurança.

Identificação e Catalogação

De nada adianta possuir as fitas, se não se tiver uma forma ágil e prática de recuperar informações de vídeo gravadas nas fitas, para isso deve ser definir uma forma de identificação da fita com informações de data e hora de inicio e fim do periodo de gravação, local e resposáveis pela troca inicial e final, com batimento de data e hora gravada em vídeo, Além dessa identificação, deve haver um protocolo onde cada retirada e inserção de fitas seja adicionada sendo este protocolo de responsabilidade do operador, Assim como a conferência do armazenamento e protocolo das fitas deve ficar a cargo do supervisor de segurança.

Como medida de segurança é recomendada a utilização de sistema de controle de acesso, para permitir o acesso somente a usuários cadastrados nos seus horários específicos.

Sobre o Autor
Marcelo Peres
mpperes@guiadocftv.com.br
Guia do CFTV

Avalie este artigo, mande seus comentários, dê suas sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro de revisão no texto?
Escreva para mim: mpperes@guiadocftv.com.br

Tags:  CFTV   time-lapse   vhs   vcr

Post Original

https://web.archive.org/web/20140723035137/http://www.guiadocftv.com.br/modules/publisher/index.php/item.4/fitas-vhs-gravacao-time-lapse.html

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.