Tendências tecnológicas para 2011

Uma sobrecarga de rede crescente causada pelo crescimento de aplicativos que exigem muita largura de banda impulsionará as empresas a investirem em soluções que assegurem uma produtividade melhorada ao mesmo tempo que reduzem custos.

Esse é um dos achados de um estudo realizado pela Riverbed Technology, empresa de alto desempenho em TI, que identificou outros dez fatores que devem influenciar gestores de TI na tomada de decisões durante os próximos doze meses.
Apesar do pequeno aumento nos orçamentos de TI, o ROI continuará ainda a ser um componente bastante crítico das decisões de aquisições de TI. As onze tendências apontadas pelo estudo são:

A Confiança em WAN Continua a Crescer – A adoção de aplicativos de negócios, incluindo ferramentas personalizadas, colaborativas e mídia avançada (VoIP, video e mais) e computação em nuvem estão aumentando a confiança em redes de longa distância (WANs) com o volume de dados continuando a crescer. Adicionando a isto o número crescente de trabalhadores móveis e escritórios remotos, incluindo alguns globalmente, e a complexidade aumenta ainda mais com a necessidade de armazenamento remoto, backup e recuperação de desastre.

Empresas em Qualquer Hora, Desempenho em Qualquer Lugar – Superar os desafios de desempenho da rede e do aplicativo continua a ser um fator na medida em que as empresas continuam a procurar por maneiras de fazer sua infraestrutura de TI custo-efetiva, flexível e eficiente. A otimização de WAN em seus muitos formatos – hardware, software e físico – ajuda as empresas a implementar a solução correta para acelerar o processo de migração de dados e aplicativos para o desempenho em qualquer hora em qualquer lugar.

Amadurecimento da Computação em Nuvem – Seja nuvem pública, privada ou híbrida, muitas organizações estão explorando os benefícios e limitações da computação em nuvem. Em 2011, veremos a maturidade de soluções para a nuvem pública para servidores e armazenamento. Já vimos as implementações na Amazon EC2 ou no Microsoft Online para aplicativos e a Amazon S3 ou AT&T Synaptic com EMC Atmos para armazenamento. Agora as empresas e agências governamentais possuem um entendimento bem melhor dos benefícios e limitações tanto de modelos de nuvens privadas como públicas e podem decidir onde isto faz mais sentido para sua organização.

Um Mundo com Menos Fitas – O ano de 2011 verá um aumento de replicação e back-up dependendo da infraestrutura de rede no lugar de fitas para a recuperação de desastre (RD) devido ao custo, complexidade e risco de mover os dados manualmente em fitas. Para as empresas atuais, um volume de dados sempre crescente e o aumento de escritórios remotos torna bastante críticas as estratégias de recuperação de desastre e infra-estrutura de backup confiável.

Consolidação e Virtualização na Filial – A chamada Consolidação 2.0, agora ganhará progressivamente mais força na filial. Com grandes quantidades de consolidação de servidores, ou o que alguns chamam de nuvem privada, já acontecendo, as empresas e agências governamentais irão concretizar oportunidades adicionais para obter custos mais baixos de benefícios de administração ao retirar mais serviços das filiais alavancando a virtualização para centralizar e condensar os serviços remanescentes na filial.

Vivendo em um Mundo Virtualizado – Mude-se para uma Segunda Vida. A virtualização está ampliando a sua penetração na empresa. As organizações começaram a virtualizar os data centers e isto irá ampliar o uso da virtualização para a filial, enquanto que o interesse na tecnologia VDI (infraestrutura de estação de trabalho virtual) irá crescer.

Celular Ampliado Através de Dispositivos Mais Conectados – Com mais trabalhadores em movimento, continuaremos a ver soluções que atendem as suas necessidades para um acesso em qualquer hora, em qualquer lugar que é tanto rápido e seguro. Já estamos observando um aumento na adoção do Apple MacBooks, iPads e um interesse crescente em implementações de VDI na empresa. O Wi-Fi está se tornando mais facilmente disponível em aeroportos como o SFO e JFK, em voos, cafés como o Starbucks, e até restaurantes como o McDonalds para aqueles que desejam estar conectados a partir de qualquer lugar.

Tenha uma Visão de Tudo em Qualquer Lugar – Devido à confiança crescente na WAN com quantidades de dados crescentes, trabalhadores remotos e móveis, e novos aplicativos, os departamentos de TI estão buscando mais visibilidade e análise para a rede que ofereça tanto um painel quanto capacidades de informação abrangentes. A granularidade para a visibilidade que abrange toda a empresa habilitará as organizações a localizarem quaisquer problemas no aplicativo, a nível geográfico e do usuário.

Serviços Administrados Crescimento Contínuo- Mais serviços estão sendo oferecidos pelos provedores de serviço como a Verizon, Orange Business Services e BT, e integradores de sistemas como HP e IBM. Entre os serviços que estão no topo da lista de desejos está a otimização de WAN.

Amplie seu Alcance para Todos os Lugares – As comunicações por satélite percorreram um longo caminho desde os dias do soviético Sputnik 1 e os votos de Natal do Presidente Dwight D. Eisenhower ao mundo no final dos anos 50. Agora as empresas dependem disso para as comunicações de alguns dos lugares mais remotos imagináveis. Em 2011, as empresas e governos continuarão a procurar por soluções que maximizem a eficiência de transmissão.

Uma Dúzia de Treze de IPv6 – O IPv6 é um protocolo da Internet que foi lançado em 1998 com uma espaço de endereço amplamente maior do que seu antecessor com a promessa de mais flexibilidade e melhor segurança. Enquanto a adoção nunca alcançou o objetivo final, houve implementações notáveis incluindo os Jogos Olímpicos do Verão em Beijing. Desde o lançamento em 1998, o Microsoft Windows adicionou suporte para o IPv6 e começou a oferecer a estado de produção pronto (production ready state) no Windows XP e Vista. Mac OS X Panther, Linux e Solaris também tiveram implementações de produção maduras. Mais recentemente, o Facebook tornou-se acessível via IPv6 no verão de 2010. Em 2011, o setor federal irá liderar a exploração da sua utilização.

www.riverbed.com 
 
 
Origem: Malima
 
Engº Marcelo Peres
mpperes@guiadocftv.com.br
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?


Importante:
‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’ 

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.