Começa a instalação de Câmeras em Rio Claro

Escutar o áudio deste artigo
Município conseguiu captar r$ 908 mil com o governo federal através do pronasci. segurança vai ser reforçada. Equipes da Prefeitura Municipal e da empresa iniciaram a demarcação dos pontos para a instalação das câmeras de segurança.
Rio Claro caminha para ter o monitoramento eletrônico. A primeira fase do projeto para a instalação de 23 câmeras de monitoramento eletrônico em pontos estratégicos do município de Rio Claro começou a ser implantada na quinta-feira, 24.A instalação das câmeras de videomonitoramento faz parte do convênio firmado entre a Prefeitura de Rio Claro e o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (ProNasci) do Governo Federal. A empresa vencedora da licitação, Joktronik Indústria e Comércio, começou a demarcação dos pontos pré-selecionados para a instalação dos equipamentos. Os postes que servirão de base para as câmeras começarão a ser implantados na segunda, 28.A implantação do projeto está sendo acompanhada pelo secretário municipal de Segurança, José Gustavo Viegas Carneiro. Segundo ele, o monitoramento por câmeras é apenas um dos módulos do Gabinete de Gestão Integrada Municipal de Segurança (GGIM).As câmeras são do modelo super domo – que tem alcance de dois quilômetros com precisão. O projeto assinado entre a Prefeitura e a empresa garante a gravação, tratamento e análise das imagens. O sistema também irá fazer o monitoramento de veículos em tempo real. “O monitoramento eletrônico é uma ferramenta tecnológica a mais para contribuir para as questões de segurança pública, devendo ser integrada às demais ações de prevenção e repressão à criminalidade”, destacou o secretário Viegas.O valor total da contratação atinge o montante de R$ 908 mil e se refere a recursos provenientes do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (ProNasci), do governo federal, junto ao qual o município se credenciou em 2010. Na ocasião, a prefeitura de Rio Claro apresentou uma série de projetos que contemplam o combate à violência, adotando várias estratégias de ação, todas direcionadas a assegurar inclusão social nas comunidades socialmente mais vulneráveis.Dos R$ 908 mil, uma parte, correspondente a R$ 117.139,82, se refere ao custo dos serviços de cabeamento, instalação e configuração do sistema de monitoramento, cabendo neste caso contrapartida de R$ 12.943,95 para o município.As câmeras de segurança serão posicionadas em locais previamente escolhidos, priorizando áreas de grande fluxo de pessoas, facilitando a observação de possíveis suspeitos, prevenção da criminalidade e a intervenção rápida das forças de segurança caso haja necessidade.“Sem dúvida, estamos adotando um recurso indispensável para a segurança da população em um município como o nosso, que se aproxima de 200 mil habitantes e precisa de uma retaguarda mais eficiente para reduzir a violência”, observa o prefeito Du Altimari.Municípios – Diversas cidades paulistas avançam na utilização de tecnologia para conter a alta da criminalidade. Em Indaiatuba, por exemplo, sistema de câmeras instalado pela prefeitura possibilitou a queda de 50% nos casos de roubo. Comunidade aprovou a ação.
(Jornal A Cidade/SP – 26/03/2011) 
 
 
 
Origem:
 
Engº Marcelo Peres
mpperes@guiadocftv.com.br
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?


Importante:
‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’ 

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.