Delegacia vai analisar imagens das câmeras de segurança da Protege

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) analisa as imagens registradas pelas câmeras de segurança da Protege durante o assalto na madrugada desta segunda-feira (14), em Campinas (SP). O vídeo e o depoimento de testumunhas podem ajudar na identificação dos criminosos , no entanto, a corporação não descarta a possibilidade de que o crime tenha sido praticamento pela mesma quadrilha que invadiu a empresa há um ano.

Os veículos usados pela quadrilha para bloquear os acessos às rodovias chegaram na DIG no fim da manhã. Eles ficaram completamente destruídos, restaram apenas as carcaças. Essa foi uma das poucas movimentações na delegacia ao longo do dia.

Mesma quadrilha
As equipes da DIG passaram o dia na rua em busca de informações sobre o caso. Desse trabalho, os policiais tiveram acesso às imagens de câmeras de segurança que podem ter flagrado a ação dos criminosos.

A polícia não confirma, mas também não descarta a relação entre esse crime e o roubo praticado em março do ano passado, inclusive porque alguns detalhes são bem parecidos como a forma de agir dos criminosos e a rota de fuga usada pela quadrilha.

Tipo de arma
O especialista em segurança Vladimir Ribeiro analisou as imagens da ação. No momento da chegada dos criminosos, ele chama atenção para o tipo de arma. ”

Ataque
O ataque a empresa de transporte de valores, que fica no bairro São Bernardo, em Campinas, levou pânico aos moradores vizinhos na madrugada. Houve intensa troca de tiros na região da Protege. Parecia um cenário de guerra, segundo testemunhas .

Os ladrões fizeram muitos disparos, renderam os funcionários e explodiram várias salas até chegar ao cofre onde estava o dinheiro. Vizinhos quase foram atingidos pelas bala s. Depois de pegar os malotes a quadrilha fugiu.

Antes da fuga, a quadrilha queimou dois caminhões em alças de acesso para a Rodovia Anhanguera (SP-330) para quem segue de Indaiatuba para Campinas. Segundo a polícia, a ação foi para impedir a perseguição.

Os ladrões teriam levado cerca de R$ 50 milhões da empresa, segundo estimativa não oficial obtida pela EPTV , afiliada da TV Globo. Ninguém foi preso.

A empresa informou, por meio de nota, que está cooperando com as investigações policiais.

Fotos obtidas com exclusividade mostram o cofre arrombado, a destruição dentro do prédio e malotes de dinheiro que ficaram espalhados pelo chão da empresa. [Veja a galeria de fotos da destruição aqui].

A sede da empresa teve a fachada praticamente destruída e o telhado foi danificado. A quadrilha usou dinamites e armas de grosso calibre na ação. Os vidros de uma empresa localizada em frente à Protege foram todos quebrados.

origem: http://www.segurancabrasileira.com.br/2016/03/15/delegacia-vai-analisar-imagens-das-cameras-de-seguranca-da-protege/

Sirlei Madruga de Oliveira

Editora do Guia do CFTV

sirlei@guiadocftv.com.br
Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Importante:

Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.