Mais segurança com menos interação física

A inovação no segmento de segurança é a regra para 2020 e o GRUPO GR vem investindo na modernização de todo seu aparato, disponível para um número cada vez maior de usuários.

Os drones, por exemplo, são, hoje, partes fundamentais da vigilância, principalmente em rondas de estacionamento externo e indústria, e permitem monitoramento rápido e de larga escala que não poderia se dar desta maneira apenas com o uso de equipes bem treinadas.

“O monitoramento por drone nos garante a amplitude de visão em três dimensões, velocidade de resposta e acesso a áreas não atingidas sistemas de câmeras. Outra vantagem é o voo automatizado, dispensando um operador dedicado a cada equipamento, sempre respeitando todos os códigos de compliance, estabelecidos pela legislação brasileira”, explicou Ricardo Bacci, Head de Soluções Digitais de Segurança e Serviços.

 

Mais segurança com menos interação física

Além da grande gama de locais de atendimento a que se recomenda o uso de drones – de condomínios e shopping centers a usinas, indústrias e centros logísticos – Bacci destacou a segurança obtida, uma vez que é possível com os drones realizar o acompanhamento de atendimento de emergências em áreas sensíveis a incêndios ou locais altos, como telhados e caixas d’água.

“Não só a segurança contra assaltos e roubos, os drones nos possibilitam agir em inspeções prediais, inspeções de rachaduras e de aquecimento de sistemas de energia”.

Outra inovação que diminuiu a necessidade de contato físico são os equipamentos de identificação facial. “A aplicação é bem extensa, mas neste momento de pandemia, a demanda cresceu bastante em todos os segmentos já que, dependendo do equipamento ofertado, é possível também medir a temperatura e detectar o uso de máscaras sem contato algum”, comentou Bacci.

Ele acrescenta que o GR Face é largamente utilizado em empresas para identificação facial dos funcionários – “temos ainda a opção GR Hand que identifica a pessoa por meio das digitais, e neste caso, também totalmente sem contato e com um nível de acerto e de leitura muito maior”.

Ainda na linha contactless, o QR Code é uma das soluções mais simples e úteis para um momento como o de agora. “Muitas empresas aderiram ao acesso às catracas e cancelas via QR Code. Uma vez que todos possuem celulares é uma das inovações mais buscadas e, além disso, é possível também liberar a entrada de visitantes sem que precisem parar na recepção”, detalhou Bacci.

A preocupação do GRUPO GR com a otimização de contatos físicos se estende à da equipe gestão e é cada vez mais realizada online. Ferramentas como papel, CFTV, bastão de ronda e planilhas estão sendo substituídas por um sistema mais interativo.

Uma dessas novas ferramentas é o GR Track, que funciona por meio de uma plataforma de gestão integrada a um apps para celular. O objetivo é permitir registrar e controlar a execução de todas as atividades ajustadas com os clientes através check in e check-lists. “São muitas as vantagens.

O ganho de eficiência e a transparência são os pontos altos, já que conseguimos alimentar relatórios diariamente e acompanhar em tempo real e rastrear por georreferenciamento”, ponderou Bacci.

No GR Cloud as imagens ficam armazenadas em nuvem. A segurança destas imagens é aumentada com este modelo porque as câmeras interligadas com a nuvem tornam impossível destruir imagens armazenadas sem nosso conhecimento: “em nosso ambiente virtual todos os dados são criptografados”.

Uma vez armazenadas em nuvem, aplicamos Inteligência Artificial para prover outros serviços. É o caso dos alarmes inteligente de imagens onde detectamos pessoas em locais e horários não permitidos. Uma vez detectado o evento, enviamos estas informações para tratamento, conforme acordado com cada cliente.

Temos ainda nesta solução a possibilidade a fazer o reconhecimento de placas de veículos e cruzar com bases públicas e veículos e de queixas de roubos.

“Desta forma identificamos veículos clonados e roubados quase instantaneamente, tudo baseado em software, sem a necessidade de trocas das câmeras existentes”, defendeu Bacci

E até mesmo locais com menor infraestrutura já possuem alternativas mais tecnológicas para menor contato físico. “Trata-se da GR Prancheta Virtual, uma plataforma em nuvem atuando em conjunto com um app para celular para substituir a prancheta manual para registro de visitantes, que cumpre com a finalidade de também tornar a operação mais integrada em menor tempo”, finalizou Bacci.

origem: https://revistasegurancaeletronica.com.br/mais-seguranca-com-menos-interacao-fisica/

Sirlei Madruga de Oliveira

Editora do Guia do CFTV

sirlei@guiadocftv.com.br

 

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Importante:

Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.