Cibersegurança no Brasil: como empresas brasileiras se antecipam protegendo dados

Notícias falsas, ataques cibernéticos em massa ou clonagens de cartões. Nunca se falou tanto em cibersegurança e, ao mesmo tempo, isso não parece ser o suficiente, especialmente no Brasil. Em uma era onde os usuários não se sentem seguros e as empresas pouco investem na proteção de dados, a Qriar Cybersecurity surge para preencher esse espaço e proteger a privacidade de empresas.

Não há dúvidas de que a tecnologia tem mudado a forma como as pessoas consomem produtos, principalmente com o advento de e-commerces e diversas maneiras de direcionar anúncios para o público-alvo que surgem todos os dias. A cibersegurança, porém é um assunto ainda deixado de lado por muitos empresários brasileiros.

Para se ter uma ideia, apenas no ano passado o comércio eletrônico faturou no país cerca de R$70 bi, de acordo com dados divulgados pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). Esse volume de dinheiro é impressionante e também chama a atenção de hackers.

Somente no ano passado no Brasil, registros perdidos e roubados geraram um prejuízo de US$ 1,35 milhão, como revelou um estudo realizado pela IBM. Não é à toa que seis em cada dez brasileiros afirmaram ter sofrido ou conhecer alguém que sofreu com vazamento de dados. São dados preocupantes de um problema que, uma vez resolvido, pode impulsionar o lucro de muitos negócios no país e melhorar a experiência de compra dos usuários.

Uma resposta que segue a tendência global

Foi em meio a essas movimentações no mercado virtual que o empresário brasileiro Luís Felipe Neiva Silveira decidiu fundar a Qriar Cybersecurity, uma empresa que busca preencher o espaço que falta na linha de defesa de muitas empresas.

Atualmente reconhecida no mercado como uma empresa confiável pela entrega de soluções complexas em cibersegurança em diversos segmentos, a Qriar surgiu depois de algumas conversas informais entre Luís Felipe e seu sócio Almir Menezes. “Eu sempre tive uma ânsia de empreender na área de tecnologia e desenvolver uma empresa que fosse global, olhando tanto para o mercado interno e externo”, explica ele. “Depois de alguns almoços e ligações, decidimos explorar essa oportunidade e defender o patrimônio virtual das empresas brasileiras”, comenta.

A partir daí, os dois participaram de eventos nacionais e internacionais de tecnologia, traçando perspectivas de mercado e definindo a atuação da Qriar Cybersecurity. Desde 2015, a empresa vem formando parcerias com empresas líderes de mercado, como IBM e CA Technologies. “Estamos sempre nos especializando em novas regulamentações da área de tecnologia e criando novas soluções e ofertas que atendam demandas atuais do segmento”, destaca Luís Felipe.

origem: Terra

 


Sirlei Madruga de Oliveira

 

Editora do Guia do CFTV

 

 

 

 

sirlei@guiadocftv.com.br
Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?


Importante:

Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’ 

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.