Será que você está preparado para a Internet das Coisas?

Você provavelmente já leu ou ouviu sobre aparelhos domésticos conectados. Aquela geladeira que acessa a internet para fazer compras ou aquela porta que se destranca sozinha quando você chega perto. Essa conexão entre celulares e dispositivos eletrônicos diversos faz parte da Internet das Coisas, também conhecida como IoT.

A Internet das Coisas e a rede

O nome Internet das Coisas pode não ser tão autoexplicativo, embora muitos conheçam bem a sua definição. Trata-se de um conceito relacionado à interconexão de objetos com a internet a fim de proporcionar facilidades e agregar novas funções a esses produtos.

Que objetos são esses? Podemos falar de uma infinidade deles, desde geladeiras, micro-ondas e aspiradores até lâmpadas, persianas, carros e espelhos. Tudo depende das necessidades dos consumidores e das funções adicionais que esses produtos podem ter.

Uma coisa é certa: todos esses dispositivos e “coisas” precisam se comunicar entre si e com a rede, que tem um papel importante na IoT, servindo como a via de acesso por meio da qual os aparelhos e objetos conversam. Uma rede defeituosa ou que não consiga aproveitar bem a internet disponível certamente pode prejudicar a experiência.

Como estar preparado para a Internet das Coisas

O primeiro e mais fundamental passo é ter acesso à internet. Se você está lendo este texto, é muito provável que esse pré-requisito já esteja atendido; entretanto, pode ser que a sua conexão não seja das melhores. Se esse for o caso (especialmente nas redes domésticas), o melhor é investir um pouco para melhorar o serviço recebido.

Ainda assim, de nada adianta ter a melhor conexão se os seus equipamentos não conseguem aproveitar a banda disponível. Nesse caso, falamos especificamente de roteadores e outros aparelhos envolvidos na transmissão e recepção dos sinais da internet.

Um roteador ruim pode estragar completamente a sua experiência com internet, mesmo que seu plano seja aquele mais caro com mais de 200 MB por mês. Além de não conseguir acompanhar as velocidades exigidas, a falta de compatibilidade com novas tecnologias, o baixo alcance e as quedas constantes são apenas alguns dos problemas que equipamentos inferiores podem causar. Mas é perfeitamente possível evitar esse tipo de situação.

Invista em equipamentos de qualidade

Para lidar com essa situação, basta apenas investir em bons equipamentos, que sejam reconhecidos pela qualidade. Infelizmente, a maioria dos roteadores oferecidos pelas operadoras de internet durante a contratação de um plano não trazem a qualidade necessária para o uso robusto da Internet das Coisas. Uma rápida pesquisa na internet conduz à marca que está possibilitando a criação deste conteúdo: a brasileira Intelbras, fundada em 1976, com produtos que atendem aos pré-requisitos para funcionar na Internet das Coisas.

A empresa tem anos de experiência no mercado de redes e telecomunicações e garante que os seus produtos (roteadores e roteadores Wi-Fi Mesh) estão preparados para trabalhar com a Internet das Coisas. A boa notícia é que estamos falando sobre uma marca nacional e que conhece muito bem os desafios que o brasileiro sofre ao tentar se conectar à internet. Os produtos da Intelbras se destacam por conta dos seguintes aspectos:

  • Alta qualidade de sinal
  • Máxima velocidade de internet
  • Conectividade
  • Maior alcance

Dicas de um bom amigo

Independentemente do seu roteador, alguns passos de segurança são necessários. Quando falamos sobre Internet das Coisas, isso também significa que muitos pontos críticos de nossa rotina podem estar abertos para ataques vindos da internet. Mas a cibersegurança não deve ser um elefante na sala e, com poucos passos, você pode transformar seu roteador em uma verdadeira fortaleza:

  • Tenha uma senha forte (combinação alfanumérica e longa)
  • Tenha uma senha única, não reutilize a mesma senha em outros sites
  • Manter o firmware sempre atualizado
  • Sistemas operacionais também: sempre atualizados
  • Fique ligado na página de dispositivos conectados do seu roteador (é possível acompanhar quantos gadgets estão conectados e se você permitiu esse acesso)

Aproveitando esses benefícios oferecidos pelos produtos da marca, qualquer consumidor definitivamente está pronto para a Internet das Coisas. Você vai deixar de surfar na tendência da Internet das Coisas? Se você quer aproveitar esse momento, precisa estar devidamente equipado, e a Intelbras pode ajudá-lo.

Origem: Tecmundo

Sirlei Madruga de Oliveira

sirlei@guiadocftv.com.br

Guia do CFTV

 

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

 

Importante: ‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

 

Quer enviar suas notícias? Envie um e-mail para noticias@guiadocftv.com.br

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.