Duratex aplica sistema de videomonitoramento para detectar incêndios em fase inicial

Duratex aplica sistema de videomonitoramento para detectar incêndios em fase inicial

Diferentemente de uma crença popular bastante compartilhada, os incêndios florestais nem sempre são motivados por ações criminosas. Dependendo do local, as queimadas podem surgir por causas naturais, como a alta frequência de raios em uma tempestade, ou até mesmo por desconhecimento de agricultores locais na realização de atividades rotineiras que envolvem fogo, como a limpeza do pasto para a realização de um novo cultivo.

As queimas controladas têm o objetivo de reduzir o material combustível existente nestas áreas, evitando incêndios grandiosos em tempos de seca mais aguda. Entidades ambientais, como o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), recomendam que se capacite e conscientize os agricultores para controlar e mitigar os riscos, além de proteger a biodiversidade local.

Afinal, a realização destas atividades com combustão exige um planejamento completo, com periodicidade e zoneamento corretos.

Para uma tomada de ações adequada, é necessário aliar a presença de alta tecnologia a empresas como a Working on Fire (WOF), com larga expertise no manejo integrado de fogo aliando prevenção, prontidão, resposta e recuperação em eventuais incêndios ambientais. Ela é a responsável pelas ações internacionais da Firehawk, pioneira no desenvolvimento de soluções para detectar incêndios florestais por meio de câmeras, com 26 anos de operação e 223 câmeras de videomonitoramento espalhadas por África do Sul, Brasil, Chile, Gana e Malawi.

Câmeras de prevenção inteligente em Minas Gerais

Com o objetivo de monitorar a região e alertar possíveis ocorrências rapidamente, a Working on Fire foi contratada pela Duratex para implantar a solução de videomonitoramento Dahua Technology em sua unidade florestal de Minas Gerais, entre os municípios de Uberlândia e Uberaba, com cerca de 75 mil hectares, sendo que a área de cobertura atual da tecnologia é de aproximadamente 60 mil hectares de florestas plantadas.

A região mineira possui diversas áreas de preservação, sendo reconhecida pela agricultura desenvolvida nas plantações de cana-de-açúcar, eucalipto e café.

Na unidade da Duratex, houve a implantação de uma câmera em cada uma das cinco torres estaiadas com 75m de altura, realizada pela WOF em apenas 20 dias e concluída em julho de 2019. Sua experiência bem-sucedida na atuação com a Eldorado Celulose S/A foi fundamental para que a empresa conseguisse minimizar os desafios de instalação e aplicação desta solução tecnológica. “Temos parceiros altamente qualificados para a execução dos projetos, o que simplifica a atuação. A experiência de trabalhar com a solução Dahua Technology, aplicada pela Firehawk mundialmente é muito positiva”, afirma Daniel Santos, diretor geral da WOF no Brasil.

origem: Revista Segurança Eletronica

 Sirlei Madruga de Oliveira

 Editora do Guia do CFTV

 sirlei@guiadocftv.com.br

 


Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Importante:

Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.