Brasileiros são as principais vítimas de golpes de phishing no mundo

Segundo estudo da Kaspersky, 23% dos internautas do país sofreram com esse tipo de ataque pelo menos uma vez em 2018.

O Brasil é o líder mundial em ataques de phishing, segundo dados divulgados nesta semana pela Kaspersky durante a sua Semana de Cibersegurança.

De acordo com a empresa de segurança, 23% dos internautas brasileiros sofreram com o golpe pelo menos uma vez em 2018. O percentual é mais baixo do que o registrado no ano passado, quando foi de aproximadamente 30%, mas ainda é alto o suficiente para manter a ingrata primeira colocação no ranking.

De forma geral, a Kaspersky bloqueou quase 37 milhões de ataques de phishing na América Latina em 2017. Para efeito de comparação, já foram mais de 40 milhões apenas entre janeiro e julho deste ano.

Conforme destaca o analista-sênior de malware da Kaspersky, Fabio Assolini, quase 60% dessas tentativas de golpe simulam mensagens de instituições financeiras – o objetivo dos criminosos é roubar credenciais de acesso e dados dos usuários.

Em seu comunicado sobre o assunto, a companhia também destaca que os golpistas vêm buscando diversificar os ataques de phishing. Se o e-mail era maior anteriormente, hoje esses ataques chegam aos usuários de diversas formas, incluindo SMS, redes sociais, anúncios no Google e WhatsApp.

Origem: Reed Alcantara

Marcelo Peres

mpperes@guiadocftv.com.br

GuiadoCFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Importante: ‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Quer enviar suas notícias? Envie um e-mail para noticias@guiadocftv.com.br

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.