Contrabando é o grande desafio desse segmento

Da mesma forma como ocorreu no mercado de computadores pessoais, o setor de segurança eletrônica enfrenta o desafio de tomar o espaço ocupado pelo contrabando.
Estima-se que o mesmo valor do mercado legal em 2010 -US$ 1,6 bilhão- seja movimentado por equipamentos trazidos ilegalmente para o Brasil, como câmeras de vídeo e circuito interno de TV.

A expectativa da indústria, porém, é que a queda de preço dos equipamentos comece a mudar essa equação.

Nos últimos três anos o preço das câmeras de vídeo, por exemplo, caiu de 30% a 50%, permitindo a adoção do equipamento por pequenas empresas.
"Hoje, 90% do nosso faturamento é de pequenos estabelecimentos, que já conseguem investir em tecnologia a partir de R$ 2.000, num circuito de quatro câmeras", diz Paulo Yoon, presidente da paulistana TecVoz.

De acordo com Oswaldo Oggiam, da Abese, atualmente 80% dos equipamentos vendidos no Brasil são importados da Ásia.
Entre as empresas legais que adotam os aparelhos importados, a maioria tenta se diferenciar com serviços atrelados aos produtos, como sistemas de controle de acesso.

(CAMILA FUSCO) 



Fonte: Folha de São Paulo
 
 
Engº Marcelo Peres
mpperes@guiadocftv.com.br
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?


Importante:
‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’ 

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.