PS do Hospital Universitário de Londrina usa cabeamento estruturado para transmissão de sinais de CFTV

Atualmente os serviços de rede de informática são considerados essenciais para o Hospital Universitário de Londrina, no Paraná. A sua indisponibilidade ou a degradação da sua performance gera grandes transtornos para o ambiente corporativo e principalmente para os pacientes, devido ao alto grau de informatização da instituição, inclusive devido à sofisticação dos sistemas e equipamentos utilizados.

Por esse motivo, as obas de reforma e ampliação do Pronto Socorro do hospital precisavam de uma solução única como base para os sistemas. De acordo com Fabiana Sitta Xavier, gerente de Informática do Hospital, “era primordial a utilização de produtos e tecnologias confiáveis na infraestrutura da rede de informática, de forma que os serviços oferecidos sejam confiáveis e eficientes para os seus usuários, além de fornecer subsídios para que os profissionais envolvidos com a manutenção da rede possam tomar decisões rápidas e apropriadas”.

Para a obra de reforma, contratada pela Secretaria Estadual de Obras do Paraná (SEOP), que também deu o aval às tecnologias aplicadas, foi idealizada uma estrutura para atender a rede lógica, telefonia, controle de acesso e CFTV, rodando sobre o cabeamento estruturado, até então uma novidade no hospital. Na rede lógica, estão os sistemas informatizados que controlam as informações desde a entrada do paciente aos exames realizados. Há também a IntranetHU, que é a página do hospital que difunde as informações e fornece subsídios a todos os seus setores e colaboradores.

Toda a estrutura anterior foi removida, permanecendo somente as essenciais para sustentação do prédio. Todas as paredes foram demolidas, e foram construídas novas estruturas de hidráulica, elétrica e de cabeamento estruturado. A nova rede, com o total de 400 pontos, sendo que cada estação de trabalho tem 2 pontos de rede, foi construída pela ECD Comunicação de Dados em Categoria 6, com tecnologia da AMP Netconnect da Tyco, com materiais fornecidos pela Policom Paraná, empresa do Grupo Policom.

Segundo Fabiana Xavier, a construtora responsável pela obra fez a cotação com os principais fabricantes, e o Grupo Policom foi o que entregou a melhor proposta, após ter sido apresentado a tecnologia NVT pela ECD Comunicação de Dados, que permite trafegar os sinas de CFTV no cabeamento estruturado e “foi aprovada por atender as exigências de organização, facilidade de manutenção, performance e por manter as características de cabeamento estruturado. A marca AMP já era utilizada no hospital”.

No total, nessas instalações, inauguradas em maio de 2009, o hospital investiu R$ 7 milhões na reforma (obra e equipamentos). Vale destacar que a estrutura de rede está integrada ao anel óptico do hospital, através de fibras monomodo, garantindo disponibilidade e redundância em caso de falhas.

Para atender a objetivos e necessidades da nova rede e da solução adotada na reforma, de acordo com o engenheiro Valdivino Rodrigues Filho, diretor do departamento técnico da ECD, era necessária a instalação de um cabeamento total para que em uma eventual necessidade de remanejamento de pontos não fosse preciso interditar áreas de atendimento no Hospital. O engenheiro frisa que essa foi a primeira vez que se utilizou o cabeamento único para CFTV e não cabos coaxiais ou dois tipos de cabeamento para o mesmo local, “o que foi uma boa opção. A solução permitiu um cabeamento mais confiável sem a possibilidade de mau contato nos conectores”. Todo o processo foi pessoalmente acompanhado por Saulo Rocha David, gerente técnico da Policom Paraná, que inclusive participou de reuniões junto aos gestores de TI do hospital.

A área técnica de infraestrutura do hospital foi a primeira a sentir as facilidades que esse cabeamento proporciona, pois com vários pacientes internados, a ativação de toda a estrutura de telefonia, lógica e segurança foi muito tranquila e rápida, conforme Valdivino Rodrigues. O usuário final também sentiu a diferença, pois após a mudança para a estrutura nova, vários setores resolveram mudar a localização do telefone ou do computador  para melhorar o fluxo do dia a dia, e isso foi possível sem gerar nenhum conflito ou demora, disse Fabiana.
Sobre a ECD Comunicação de Dados

Em 1992, foi criada a ECD Comunicação de Dados (www.ecd.com.br), com o objetivo de prestar serviços e consultoria a empresas privadas e instituições públicas; em problemas pertinentes a área de informática especialmente teleprocessamento e internetworking.

Com a expansão dos serviços a ECD Comunicação de Dados passou a executar estruturações de CPDs (reestruturação de cabeamento e organização, interna de racks) com conseqüente construção de cabeamento estruturado (metálico/óptico). E este processo culminou com a certificação da ECD Comunicação de Dados.

Atuando em todo Paraná, Sul do Mato Grosso do Sul e Sul de São Paulo, a ECD já conta com mais de 8.000 pontos de cabeamento metálico e 2.000 pontos ópticos instalados.

Com a ampliação da área de atuação, iniciou a instalação de redes remotas via roteadores. Hoje conta com um corpo técnico treinado com larga experiência em roteadores Cisco, Cyclades, Lucent e IBM. Rádio digital, instalação de provedor de Internet, VPN, digitalização de voz , imagem e outros complementam a gama de produtos comercializados e instalados pela empresa.
Sobre a Policom Paraná

Com sede em Curitiba, a Policom Paraná faz parte do Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) fundado em 1995 e referência para o mercado nacional de distribuição de produtos para Cabeamento Estruturado, direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo, controles prediais e Data Centers, dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente. Além disso, o Grupo Policom oferta diversas soluções em CFTV e direcionadas a Redes Industriais.

Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes, contanto com profissionais constantemente treinados e atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade. Atualmente, o Grupo Policom possui engenheiros e RCDDs entre seus colaboradores.

Tudo isso possibilita que o Grupo Policom, além de comercializar produtos e soluções completas, preste suporte operacional a seus clientes, ações que são reconhecidas com premiações nacionais que mostram a preferência e a capacitação de sua equipe, seja no cumprimento de prazos, seja no suporte à venda e no treinamento aos canais.  Em 2007, o Grupo Policom criou a Divisão Industrial Networks, que objetiva o atendimento de empresas do setor industrial e em 2008 iniciou forte atuação no setor de segurança, passando a ofertar soluções em monitoramento e gravação para CFTV.

Consciente de sua responsabilidade ambiental, disponibiliza produtos em conformidade com o padrão internacional RoHS (Restriction of the use of certain Hazardous Substances in Electrical and Electronic Equipment) e certificados ISO 14000.

Com sede na capital paulista, além da Policom Paraná, o Grupo Policom é formado pelas empresas Policom Cabos e Conectores (São Paulo-SP), Policom Telecomunicações (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom RS (Porto Alegre-RS), mantendo representantes regionais em outras capitais brasileiras.

 

Origem: Vetor Comunicação

 
Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

Importante:

‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas,
jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão.
Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.