Câmeras de segurança registraram vandalismo durante carnaval no Pernambuco

O carnaval no Recife teve a alegria de sempre. Mas, passada a festa, ficaram os registros de um bloco que não descansa: o dos que ignoram as leis. 
Duzentas e cinquenta e quatro câmeras de segurança registraram o lado avesso do carnaval. Em vez de brincar, um grupo saiu para assaltar e a festa acabou na delegacia. Os olhos eletrônicos estavam atentos para o tráfico de drogas e os acidentes de trânsito.

O vandalismo não deu para evitar.

Depois que os blocos passaram, restou o prejuízo. Janelas arrancadas, parabrisas quebrados com pedradas. 491 ônibus foram depredados na região metropolitana do Recife.

O dinheiro do conserto, quase 90 mil reais, sairá do bolso de quem precisa andar de ônibus.

“Esse custo vai ter que ser absorvido pelo próprio sistema. Isso será repassado para a tarifa no momento do seu cálculo“, afirmou Tatiana Ferreira, diretora do Consócio Metropolitano de Transportes.

Foliões desatentos e vítimas de furtos tiveram outro prejuízo: nas ladeiras de Olinda e no Recife, foram encontrados quase 2000 mil documentos originais.

Teve gente distraída que perdeu o mesmo documento duas vezes neste carnaval. Sem contar os motoristas que tiveram dificuldade para voltar para casa sem as chaves dos carros.

Alguns foliões perderam os óculos escuros e crianças ficaram descalças.

O conselho vale para o carnaval e todas as festas que reúnem uma multidão: o melhor é levar uma cópia do documento.

“A cópia do documento original também tem validade“, recomendou Sara Rocha, chefe do serviço de Achados e Perdidos.

Para quem encontrou o documento, o alívio.

“O importante é encontrar para não ficar nas mãos de pessoas que utilizem de forma errada“, disse um folião.
 
 
Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV
Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?
Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br
Importante:
‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’  

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.