Nova lei obriga agências a ter câmeras externas

Bancos de São Bernardo têm 170 dias para se adequarem à legislação ou pagarão multa de R$ 2,5 mil.
As agências bancárias, instituições financeiras e agências dos correios de São Bernardo têm cerca de 170 dias para se adaptarem à uma nova legislação da cidade. O prefeito Luiz Marinho sancionou a Lei 33/2011 que determina que as companhias terão que instalar câmeras de segurança em toda a parte externa dos prédios. O descumprimento da norma acarretará em multa de R$ 2,5 mil.De acordo com o vereador responsável pela iniciativa, Admir Ferro, o objetivo da norma é diminuir o número de assaltos conhecidos como saidinhas, quando o bandido rouba a vítima na saída do banco. “Esperamos diminuir expressivamente as ocorrências e se o assalto acontecer usar as imagens para identificação”, disse o vereador que também afirmou ainda não saber ao certo de que maneira a fiscalização dos equipamentos funcionará.Para o especialista em segurança Guaracy Mingardi a ideia é positiva, no entanto, pode ser melhorada com ações conjuntas. “O projeto é bom, mas as imagens não podem ficar só com as empresas. O ideal seria que as câmeras fossem vinculadas ao sistema de monitoramento da prefeitura. Desta maneira a identificação de suspeitos seria feita com mais facilidade pela polícia”, explicou o pesquisador criminal.O delegado de polícia assistente do Serviço de Investigações Gerais (SIG) da delegacia seccional de São Bernardo, André Santos Legnaioli, afirmou ao BOM DIA que todos os investimentos feitos para aumentar a segurança são válidos, mas que há questões que devem ser melhoradas. “É preciso que haja agilidade na disponibilização das imagens para polícia. Atualmente, quando requisitamos as gravações aos bancos após uma ocorrência temos um retorno muito lento. O pedido passa por várias instâncias da empresa e chega até o dia seguinte. O ideal seria  receber rapidamente e pouco tempo depois das ações.”Segundo o delegado, a demora para liberar os vídeos dos circuitos atrasam as investigações . “Raramente recebemos de imediato. As gravações contêm detalhes que nos ajudam a identificar indivíduos ou veículos usados nas ações. Se demoramos para receber perdemos o tempo de algumas informações.”
Proibição
A cidade de São Caetano está prestes a sancionar lei com intuito de coibir as saidinhas. Um projeto de lei do vereador Flavio Rston foi aprovado no dia 7 de junho e só aguarda autorização do prefeito para começar a valer. A lei proíbe a utilização de telefone celular ou equipamento similar no interior dos estabelecimentos bancários e instituições financeiras.De acordo com Guaracy Mingardi, especialista criminal, a medida não será eficiente. “Não vai adiantar nada. O bandido vai utilizar, como já o faz, de gestos para praticar as ações. Além disso, vai deslocar o vigilante para fiscalização  e isso é desnecessário.”
 
(Portal Rede Bom Dia/SP – 16/06/2011) 
 
 
Origem: ABESE
 
Engº Marcelo Peres
mpperes@guiadocftv.com.br
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?


Importante:
‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’ 

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.