Comerciantes apostam em câmeras de segurança para inibir assaltos

Associação Brasileira de Sistemas Eletrônicos de
Segurança diz que mercado cresce 13% por ano. Prática virou comum entre
empresários de Araraquara.

Temerosos com o aumento da violência, os comerciantes de Araraquara
recorrem à instalação de câmeras de segurança para combater a
criminalidade e trazer mais tranqüilidade a si e aos clientes. Cansados
de roubos de mercadorias ou carteiras, os empresários apostam em
sistemas de monitoramento para coibir a prática.

 Vera Lúcia Silva também deposita nas câmeras a confiança de dias mais
tranqüilos. Ela conta que muitos clientes de sua loja de roupas tiveram
suas carteiras roubadas e a instalação de um sistema de monitoramento
tanto na parte interna quanto na externa fez com que a prática acabasse.  Hoje estamos quase 100% sem roubos. É muito difícil que aconteça novamente", explicou.

A instalação de câmeras é cada vez mais uma arma contra a criminalidade.
Segundo a Associação Brasileira de Sistemas Eletrônicos de Segurança, o
mercado cresce em média 13% por ano. Os que mais procuram a tecnologia
são os comerciantes e empresários.


origem: http://eptv.globo.com/araraquara/noticias/NOT,3,7,390829,Comerciantes+apostam+em+cameras+de+seguranca+para+inibir+assaltos+em+Araraquara.aspx

Sirlei Madruga de Oliveira
sirlei@guiadocftv.com.br
Editora do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Importante:

Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’   

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.