Nanoantenas magnônicas abrem caminho para computação analógica

Uma nova metodologia para gerar e manipular ondas de spin em materiais magnéticos abre caminho para o desenvolvimento de processadores ultraminiaturizados para processamento analógico de informações, o que pode ser extraordinariamente rápido e com baixo consumo de energia em relação à atual computação digital.

Essas são promessas da magnônica, que promete processadores milhares de vezes mais rápidos usando ondas de spin, que são propagações de “distúrbios” na estrutura cristalina de materiais magnéticos.

Essas ondas são tipicamente descritas como quasipartículas, conhecidas como “magnons“, e estabelecem uma espécie de elo entre o “eletro” e o “magnetismo”.

É por isso que inúmeros grupos ao redor do mundo estão trabalhando para criar os componentes em nanoescala que viabilizem essa nova forma de computação.

Agora, Edoardo Albisetti e seus colegas da Universidade de Nova York (EUA) e Politécnico de Milão (Itália), construíram nanoantenas capazes de lidar com os magnons assim como as antenas comuns lidam com as ondas eletromagnéticas ou outros tipos de nanoantenas lidam com a luz.

E, graças ao desenvolvimento de materiais nanoestruturados, é possível vislumbrar sistemas ultraminiaturizados que processem informações de forma muito mais eficiente do que os sistemas digitais atuais.

Até agora, modular as ondas de spin à vontade era extremamente complexo. Albisetti criou um novo tipo de emissor, que ele chamou de “nanoantena magnônica”, que permite a geração de ondas de spin com forma e propagação controladas.

Com isso, agora é possível obter frentes de onda radiais (como as geradas pelo arremesso de pedras em uma lagoa) ou frentes de ondas planas (como as ondas do mar na praia), além de criar feixes direcionais focados.

Dado que as propriedades das ondas de spin estão ligadas ao tipo e às características peculiares dessas ondulações, controlá-las com muita precisão permite modular as ondas emitidas, usando-as em aplicações práticas, que a equipe pretende desenvolver a seguir.

origem:  Inovação Tecnológica

 

Sirlei Madruga de Oliveira

 

Editora do Guia do CFTV

 

 

 

 

sirlei@guiadocftv.com.br
Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Importante:

Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.