ONVIF apresenta o lançamento de candidato de perfil D

ONVIF apresenta o lançamento de candidato de perfil D para periféricos de controle de acesso

O ONVIF, principal iniciativa de padronização global para produtos de segurança física baseados em IP, publicou o lançamento de candidato de perfil D (Release Candidate for Profile D), uma especificação preliminar que abrange interfaces para periféricos de controle de acesso. Esse mais novo candidato de perfil foi projetado para fornecer interoperabilidade com o ONVIF a dispositivos periféricos, como travas, leitores de credenciais/biométricos, máquinas de cartão, câmeras de reconhecimento de placa veicular, interfones, sensores e telas.

“O perfil D, juntamente com perfis de gerenciamento de acesso, como os perfis A e C, e os perfis de vídeo, como o perfil T, do ONVIF ajudarão os usuários a construírem sistemas de controle de acesso baseados em IP seguros e modernos”, disse Patrik Björling, presidente do grupo de trabalho do perfil D do ONVIF. “Isso permitirá a integração de produtos de diferentes fabricantes e ajudará a impulsionar ainda mais a adoção de interfaces do ONVIF na área de controle de acesso físico e vigilância de vídeo”.

Com o uso do perfil D, um dispositivo periférico pode transferir identificadores de credenciais para um cliente compatível com o perfil D em uma localização segura, como uma unidade de controle de acesso ou software de gerenciamento.

O cliente ou controlador, que armazena regras, programações e credenciais de acesso, pode tomar a decisão de acesso e enviar um comando de volta ao dispositivo periférico para conceder ou negar o acesso, exibir uma mensagem ou solicitar informações adicionais, como um código PIN. Ter informações sigilosas em um controlador separado em uma área protegida aumenta a segurança.

As comunicações entre o dispositivo e o cliente são protegidas usando protocolos de segurança do ONVIF, como o TLS.

A especificação do perfil D permite que um cliente compatível configure um dispositivo compatível com os dados necessários, como, por exemplo, a porta e o ponto de acesso pelo qual o dispositivo é responsável, assim como permite configurar uma lista de identificadores de credenciais permitidos ou bloqueados em um dispositivo compatível com esse recurso.

A necessidade de interfaces padronizadas entre sistemas de gerenciamento de controle de acesso e dispositivos periféricos é impulsionada por tecnologias de identificação inovadoras, como câmeras de reconhecimento de placa veicular para gerenciamento de estacionamento, câmeras de leitura de código de barras para gerenciamento de visitantes, travas e sensores sem fio para controle de acesso e estações de interfone com câmera para gerenciamento de intercomunicação.

O perfil D do ONVIF complementa o perfil A e o perfil C na ativação de comunicações padronizadas em um sistema de controle de acesso eletrônico baseado em IP.

Os dispositivos de perfil D também são compatíveis com perfis de vídeo, como o perfil T, para habilitar um sistema integrado de controle de acesso e vídeo usando interfaces do ONVIF. Esses dispositivos incluem um interfone que combina um leitor e uma trava com intercomunicação de áudio/vídeo, ou uma câmera IP com uma saída de relé conectada a uma trava que pode ser usada por um vigilante para identificar visitantes visualmente e destravar remotamente a porta.

origem: Revista Segurança Eletrônica

Sirlei Madruga de Oliveira

Editora do Guia do CFTV

sirlei@guiadocftv.com.br

 

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Importante:

Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.