MSI relança placa de vídeo de 2014 para tentar suprir demanda maior que oferta

Há uma escassez de componentes de informática que afeta, principalmente, o setor de placas de vídeo. São vários os fatores que levaram a isso, e as empresas correm atrás de soluções para o problema. A MSI resgatou uma placa de vídeo de 2014 e a relançou com algumas adaptações para os dias atuais.

A GeForce GT 730 personalizada pela MSI voltou às lojas, inicialmente no Japão, para atender à demanda de consumidores ávidos por uma placa gráfica dedicada que não querem, não podem ou não precisam de toda a potência dos modelos modernos.

Mas é bom ter em mente que não é uma GPU muito potente, e fica talvez pouca coisa acima de uma placa integrada da série F, da Intel, ou um chip Ryzen moderno.

A ideia seria ajudar consumidores com PCs um pouco mais antigos e ainda com GPU integrada a darem uma melhorada no processamento gráfico de suas máquinas. Mesmo assim, só deve servir para estender por alguns meses a vida útil do computador, já que a placa deve perder suporte à sua versão da plataforma CUDA até o final do ano, porque a Nvidia anunciou que a próxima atualização de driver da GeForce não vai mais incluir a arquitetura Kepler.

Especificações da MSI GeForce GT 730

A 13ª opção na linha da GeForce GT 730 da MSI, a versão N730K-2GD3H/LPV1

  •  núcleos CUDA 384, ou seja, usa arquitetura Kepler.
  • velocidade de 902 MHz
  • 2 GB de memória RAM DDR3 64-bit, que opera a até 1.600 MHz.
  • uma porta DVI-D
  • uma porta HDMI 1.4
  • uma porta D-sub

Definitivamente não é uma boa opção para jogar um Cyberpunk 2077, e na realidade não é muito indicada para nenhum jogo atual, mesmo entre aqueles com gráficos medianos. Mesmo na época do lançamento, o modelo já estava longe de ser topo de linha.

A MSI GeForce GT 730 precisa de 23 W para funcionar, mas é recomendada uma fonte de 300 W para que o computador não sofra com falta de energia. Ela ainda oferece suporte a DirectX 12, OpenGL 4.4 e pode rodar resolução máxima de 2160 x 4096 pixels, limitado a 30 fps. Ela ainda suporta até três monitores conectados ao mesmo tempo.

Ela já está à venda no Japão pelo equivalente a US$ 43, ou R$ 220, mas considerando que sua arquitetura vai perder suporte em breve, talvez compense mais investir em outra placa de vídeo mais barata — e moderna — disponível no mercado.

origem: MSI relança placa de vídeo de 2014 para tentar suprir demanda maior que oferta – CanaltechLink Origem

Sirlei Madruga de Oliveira

Editora do Guia do CFTV

 sirlei@guiadocftv.com.br

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Importante: ‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Quer enviar suas notícias? Envie um e-mail para noticias@guiadocftv.com.br

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.