Chip inspirado no cérebro humano amplia autonomia de robôs

Escutar o áudio deste artigo

Cientistas do Centro de Pesquisa em Computação Inspirada no Cérebro da Universidade de Tsinghua, em Pequim, na China, desenvolveram um novo tipo de chip neuromórfico capaz de reduzir drasticamente o consumo de energia de equipamentos eletrônicos.

Segundo os pesquisadores, esse novo processador — que se comporta de maneira semelhante ao cérebro humano — precisa de apenas metade da eletricidade utilizada, por exemplo, por um chip equivalente da Nvidia projetado para aplicações de inteligência artificial (IA).

O chip neuromórfico batizado de TianjicX possui um sistema de elasticidade espaço-temporal que permite uma alocação adaptativa de todo seus recursos computacionais. Além disso, o processador conta com um dispositivo de agendamento de múltiplas tarefas, capaz de controlar o fluxo de energia.

Outra vantagem do chip neuromórfico é que ele foi projetado com um módulo de alto nível de processamento, utilizado para preencher com precisão algumas lacunas existentes entre os requisitos programados pelos pesquisadores e a arquitetura física do robô usado nos testes.

origem:Chip inspirado no cérebro humano amplia autonomia de robôs e gasta menos energia – Canaltech

Sirlei Madruga de Oliveira

Editora do Guia do CFTV

 sirlei@guiadocftv.com.br

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Importante: ‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Quer enviar suas notícias? Envie um e-mail para noticias@guiadocftv.com.br

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.