DeLaval usa tecnologias TE Connectivity em sua planta de Jaguariúna

Duzentos pontos F/UTP Categoria 6A da TE Connectivity para transmissão em 10 Gigabit/s e seis lances em fibra óptica monomodo são alguns dos diferenciais da infraestrutura em cabeamento estruturado de transmissão de dados, voz e imagem no novo prédio da DeLaval, em Jaguariúna (SP), empresa do Grupo Tetra Laval, líder no seu segmento de produtos e soluções integradas para a pecuária de leite.

Daniel Tafarello, controller da DeLaval, explica que o padrão global da empresa para novos prédios recomenda a utilização de cabeamento Categoria 6 ou superior, devido à relação custo-benefício e às possibilidades de atualização tecnológica.

 Essa nova edificação (inaugurada em janeiro de 2014) sedia a área administrativa, interligando-se com os demais prédios já existentes desde abril de 2013 (fábrica, centro de distribuição e portaria).

 A opção pela Categoria 6A, segundo Tafarello, teve como causa a preservação do investimento. No entanto, como explica Sérgio Masson, diretor da Brumon – empresa responsável pela implementação da rede – a utilização de cabos F/UTP Categoria 6A em área industrial é um diferencial importante. Além da performance 10 Gb/s estes cabos são do tipo blindado, oferecendo proteção adicional contra interferência eletromagnética, muito comum em ambientes industriais que possuem máquinas e motores distribuídos pela planta. A soluções Cat.6A F/UTP adquirida pela DeLaval se estende por todo o canal de transmissão: cabos, tomadas RJ-45, patch panels e patch cords.

 Outro diferencial são os cabos ópticos do tipo Tight Buffer, que podem ser aplicados em áreas internas e externas, com capa retardante a chama, oferecendo alta performance de transmissão exigida pela gestão de TI e segurança a todos os trabalhadores do local. Além dos cabos, todos os componentes ópticos como bastidores, módulos, caixas multimídia, cordões ópticos e conectores são da TE Connectivity.

Enquanto a rede 6A atende os usuários na área administrativa e na linha de produção, a fibra óptica faz a interligação entre os prédios que compõem a fábrica da DeLaval (quatro lances) e também o data center, tendo exigido a utilização de aproximadamente 2,5 km. Já do cabo Categoria 6A foram usados cerca de 12 km. A esses materiais – todos fornecidos pelo Grupo Policom – somam-se cinco miniracks de 9 Us e três racks de 19”, sendo dois racks abertos Top Solution (modelos G2 e G 3) e um rack fechado modelo GP Racks Server

origem: www.vetorcom.com.br  

Sirlei Madruga de Oliveira

sirlei@guiadocftv.com.br

Editora do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Importante:

Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’ 

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.