Vídeo-monitoramento diminui ocorrências policiais no RS

Os
municípios gaúchos de Carazinho, Erechim, Esteio, Novo Hamburgo, Passo
Fundo, Porto Alegre, Osório, Santo Ângelo, São Leopoldo e Três Coroas
apostaram em sistemas de vídeo-monitoramento remoto e obtiveram ótimos
resultados no que diz respeito à redução das ocorrências policiais.
 

O projeto, que começou como piloto em 2005, tem hoje, ao todo, 200
câmeras digitais. A solução foi fornecida pela Axis Communications.
"Durante a primeira fase do sistema, houve a redução de até 75% nas
ocorrências sensíveis ao monitoramento de vídeo. Após um ano de
implantação a redução verificada foi de 25%", explica o coordenador
técnico do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP)
do Rio Grande do Sul, Otávio Polita Filho. "Temos ainda casos
específicos, como o de um ponto de tráfico em Porto Alegre que foi
extinto, sem mais registros de ocorrências. As câmeras IP potencializam
o efetivo policial disponível. Um policial pode monitorar de cinco até
dez situações simultaneamente, otimizando os recursos já existentes. É
como se o número de policiais fosse multiplicado, sem ônus",
acrescenta. Hoje, 70% das câmeras utilizadas já usam tecnologia digital.

Até o fim deste ano, o projeto será expandido. Mais 90 câmeras serão
implantadas em todo o estado: 40 na capital e outras 50 para a região
metropolitana. O investimento total até o momento, de cerca de R$ 20
milhões, inclui, além dos equipamentos de monitoramento, a
infra-estrutura básica, o cabeamento, o software para gerenciamento das
imagens e os servidores.

 

Origem: Convergência Digital

 
Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

Importante:

‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas,
jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão.
Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.