Governo do Ceará lança edital para instalação de 71 câmeras

Um novo edital para a instalação de 71 câmeras de vigilância em
Fortaleza foi lançado pelo Governo do Estado. O edital anterior, para
aquisição de 250 câmeras, foi suspenso pelo Tribunal de Contas do
Estado (TCE). Um dos motivos apontados pelo tribunal é que o Governo
não sabia onde implantar as 250 câmeras.

Quase um ano depois do anúncio de edital para licitação de 250 câmeras de vigilância, o Governo do Estado resolveu diminuir a quantidade adquirida. Agora, serão 71 câmeras que auxiliarão na fiscalização das ruas e praças da Capital, uma redução superior de 1/3 do total. De acordo com o secretário-executivo da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), coronel Joel Brasil, a necessidade seria realmente das 250 câmeras. “Mas como o edital anterior gerou polêmica, pela demora no processo, temos este ano e o próximo da gestão Cid Gomes para implantar as 71”, diz Brasil.

O coronel acrescenta que a implantação das câmeras já era prevendo a inclusão de Fortaleza como uma das cidades que sediará a Copa do Mundo de 2014. Conforme a necessidade e vendo a resposta do sistema eletrônico no combate ao crime, mais câmeras seriam implantadas, porém depois de 2010. “Não chega a ser um prejuízo como um todo porque as 250 câmeras não seriam implantadas de uma vez. Ainda vamos ter de licitar a área de monitoramento”, completa Brasil.

Para os moradores da Capital, a garantia é de que as câmeras de monitoramento serão implantadas obedecendo a dados estatísticos de ocorrências realizado pela Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops).

A demora na implantação do sistema de monitoramento foi a suspensão, pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), do processo licitatório para a instalação das câmeras. Entre as alterações no edital está o valor estimado para a compra dos materiais, que caiu de R$ 35 milhões para R$ 6,53 milhões.

A conselheira do TCE, Soraia Victor, explica que um dos problemas do processo anterior é que o Governo simplesmente não sabia onde implantar tantas câmeras. “Eles não haviam definido o restante dos locais. Como estabelecer um custo sem saber onde é que vai instalar (a câmera)?”, indaga.

O edital foi corrigido e publicado no Diário Oficial do Estado no fim de maio deste ano. As empresas interessadas em participar da licitação devem entregar os documentos de habilitação e as propostas técnicas comerciais no próximo dia 7. “Como o valor reduziu, as empresas pequenas também vão poder participar da licitação”, lembra Soraia Victor.

Por causa das exigências do edital anterior, apenas um consórcio, formado pelas empresas Comtex e Locktec, estava participando do processo licitatório.

SAIBA MAIS
O edital está disponível no site www.seplag.ce.gov.br.

E-MAIS

Depois da assinatura do contrato, a empresa vencedora da licitação tem até 240 dias para iniciar a instalação do sistema.

Além das 71 câmeras fixas, o novo edital prevê a aquisição de outros 14 equipamentos, sendo cinco móveis. Ainda não há local definido para essas câmeras a mais.

No edital anterior, a média de gasto por equipamento instalado era de R$ 140 mil. No novo edital, essa média diminuiu para R$ 91 mil.

Segundo a SSPDS, essa diferença no valor é porque, no novo edital, foram retirados alguns softwares de inteligência que seriam utilizados no sistema de videomonitoramento. Uma nova licitação deve ser lançada para adquirir esses softwares.

O projeto de videomonitoramento para Fortaleza foi elaborado na mesma época do projeto da cerca do Parque do Cocó. Enquanto o último já teve sua primeira etapa concluída, as câmeras de vigilância ainda devem demorar a ser instaladas.

SAIBA MAIS SOBRE AS CÂMERAS

Os equipamentos serão instalados em postes metálicos de 15 metros de altura, sendo 2,5 metros enterrados.

Além da câmera, cada poste do sistema deverá ter um alto-falante instalado. O sistema de áudio será usado para alertar e afastar possíveis suspeitos das áreas próximas das câmeras. Caso os operadores do sistema visualizem alguma atitude suspeita, ou alguém precisando de auxílio, terão o recurso do áudio para um primeiro contato.

As câmeras, que serão interligadas por meio de fibra ótica (a ser cedida pelo Governo), captam imagens em um ângulo de 360 graus. Os equipamentos possuem alta resolução.

As imagens captadas nas ruas serão transmitidas em tempo real para uma central de monitoramento, que funcionará na sede da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), na avenida Bezerra de Menezes.

A câmera também será à prova de vandalismo. O equipamento será coberto por uma caixa em alumínio, que, segundo o projeto, protege a câmera de tentativas de vandalismo, além de desgastes provocados por chuva, poeira, umidade e altas temperaturas.

Segundo o projeto, o sistema contará com recursos tecnológicos avançados a partir de softwares inteligentes. Com isso, será possível, entre outras coisas, detectar movimentos suspeitos. Um alarme será gerado, por exemplo, quando algum objeto for removido do seu local de costume ou quando for detectado que uma pessoa está parada por muito tempo em determinado ponto.


ONDE SERÃO INSTALADAS

  • Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA): 1
  • SSPDS (avenida Bezerra de Menezes): 1
  • North Shopping: 1
  • Campus do Pici: 1
  • Avenida José Bastos: 2
  • Parangaba: 3
  • Itaperi: 2
  • Aeroporto (ao longo de toda a avenida): 6
  • BR-116: 5
  • Funcap: 1
  • Seis Bocas: 1
  • Cambeba: 2
  • Avenida Maestro Lisboa: 1
  • Fórum Clóvis Bevilácqua: 1
  • Centro de Convenções: 1
  • Palácio Iracema: 2
  • Cocó: 3
  • Avenida Santos Dumont: 2
  • HGF: 1
  • Alberto Sá: 1
  • Avenida Expressa: 1
  • Avenida Abolição: 1
  • Rua Tenente Benévolo: 1
  • Avenida Barão de Studart: 1
  • Avenida Rui Barbosa: 1
  • Avenida Antônio Sales: 2
  • Rua Costa Barros: 1
  • Avenida Monsenhor Tabosa: 1
  • Secretaria da Saúde do Estado: 1
  • Dragão do Mar: 1
  • Secretaria da Fazenda: 1
  • Avenida Leste-Oeste: 1
  • Praça da Sé: 2
  • Praça da Ferreira: 2
  • Avenida Duque de Caxias: 1
  • Avenida Domingos Olímpio: 2
  • Avenida Aguanambi: 2
  • Avenida Pontes Vieira: 3
  • Avenida Luciano Carneiro: 1
  • Avenida Senador Virgílio Távora: 1
  • IJF: 1
  • Avenida da Universidade: 3
  • Etice: 1
  • Praça Luiza Távora: 1

 

Origem: http://www.opovo.com.br/

 
Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

Importante:

‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas,
jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão.
Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.