O Estatuto da Segurança Privada

A
combinação da inépcia policial com o aumento da violência converteu as
atividades de segurança e vigilância privadas no Brasil numa das mais
rentáveis do setor de serviços, movimentando R$ 32 bilhões por ano. Esse
montante não inclui o segmento de segurança eletrônica, que fornece
câmeras, alarmes e controles de acesso, tendo movimentado sozinho R$ 3,6
bilhões em 2011.

O
projeto do Estatuto da Segurança Privada está sob responsabilidade do
secretário de Assuntos Legislativos, Marivaldo Pereira, que já ouviu
entidades empresariais, autoridades da área de segurança pública e
especialistas em direito penal e já encaminhou as linhas gerais de sua
proposta para o Ministério da Justiça e para a Casa Civil.
Pelas diretrizes já definidas, o governo pretende fixar parâmetros para
as empresas de sistemas eletrônicos de segurança, que atuam como
verdadeiras centrais de inteligência, detendo informações confidenciais
de seus clientes, e não estão sujeitas a nenhum tipo de fiscalização.

 

 

origem:http://www.abese.org.br/clipping30-07-2012/#f1


Sirlei Madruga de
Oliveira

sirlei@guiadocftv.com.br

Editora do Guia do
CFTV


Avalie
esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma
informação incorreta ou algum erro no texto?

Importante:

Todos
os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das
fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer
responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que
é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte
redatora.’ 

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.