Veja 7 tecnologias que já fazem parte do passado

Tudo o que é novo pede passagem" é um lema que pode ser levado ao pé da letra no ramo da tecnologia. Quando um método se mostra mais barato, mais rápido ou mais eficiente do que o anterior, é só questão de tempo até que as pessoas o adotem.

Isso já aconteceu com o telégrafo, toca-discos, pager, fax, walkman, disquete, videocassete, máquinas de escrever e tantas outras ferramentas que agora só fazem volume no "quartinho da bagunça" ou se transformaram em artigos para colecionadores ou material para salas de museu.

Livrarias tradicionais, Livros didáticos, Mapas de papel, Linhas fixas de telefone, Internet discada, Telefones públicos,Backup em CD ou DVD

Quem sabe daqui a um tempo, gigabytes e terabytes vão ser termos antiquados com os quais somente profissionais de armazenamento nas nuvens deverão ter contato. A vantagem? Ninguém precisará se preocupar com backup. O perigo? O quão seguro é deixar todas as suas mensagens, fotos, vídeos, planejamentos financeiros, dados empresariais e outros documentos íntimos ou sigilosos à mercê de um organismo onipresente e distante?

Todas as informações citadas acima são apenas suposições ¿ afinal, o Tecmundo não tem bola de cristal (bem que gostaríamos de ter!). Se dizem que o futuro a ninguém pertence, pelo menos tentamos prever o que não pertencerá a ele.

 

origem: http://tecnologia.terra.com.br/noticias/0,,OI5431562-EI15607,00-Veja+tecnologias+que+ja+fazem+parte+do+passado.html

 

Sirlei Madruga de Oliveira

sirlei@guiadocftv.com.br

Editora do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?


 


Importante:

Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’ 

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.