Brasil adota novo padrão de tomada que substituirá os modelos comercializados no país

Desde 1º de janeiro, fabricantes deixaram de comercializar os modelos antigos, conforme determina resolução do Conmetro.

O
consumidor deve ficar atento na hora de comprar tomadas. De acordo com
a NBR 14136 publicada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas
(ABNT), o Brasil passou a adotar um novo padrão de tomada que
substituirá os modelos comercializados no País. Com esta mudança, as
tomadas antigas deixaram de ser fabricadas a partir de janeiro de 2009
e quem for reformar ou construir já encontrará nas lojas de materiais
de construção o novo modelo.

O objetivo da mudança é aumentar a
segurança dos sistemas elétricos e padronizar os plugues e tomadas de
uso doméstico comercializados no Brasil. As novas tomadas apresentam
novo design com três orifícios para pinos arredondados, sendo o
terceiro para fio terra, atendendo a exigência da norma de instalações
elétricas NBR 5410. Também foram projetadas para impedir o contato
acidental com as partes vivas ou energizadas dos pinos, no momento de
conexão do plugue, a partir de um novo formato com poço, evitando
possíveis choques elétricos.

Além disso, a tomada padrão foi
desenvolvida para evitar a queima acidental de eletroeletrônicos. A
padronização prevê duas versões de correntes (10A e 20A) e cada uma
delas com uma configuração diferente no diâmetro dos pinos, tornando
impossível a ocorrência de sobrecarga de energia. Os plugues também
terão que atender à NBR 14136 e já estão sendo comercializados no novo
padrão. Com relação aos plugues de pinos no antigo padrão, a indústria
desenvolveu um adaptador para a nova tomada. A medida tem por objetivo
facilitar o processo de transição, uma vez que os antigos modelos ainda
podem ser comercializados até o final dos estoques.

Líder de
mercado em tomadas e interruptores, o Grupo Legrand foi o primeiro a
certificar a tomada padrão brasileiro que já se encontra no mercado.
Cerca de 200 referências entre tomadas e plugues de diferentes linhas
de produtos das marcas BTicino, Cemar Legrand e Pial Legrand foram
mudadas para atender o novo padrão. “É um novo produto, pois envolve o
desenvolvimento de novas ferramentas e de um novo processo produtivo,
em função das características da nova tomada adaptada a cada linha de
produto”, afirma Antonio Eduardo de Souza, gerente de Marketing da
Legrand.|

 

Origem: Maxpres

 
Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

Importante:

‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas,
jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão.
Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.