Pesquisa da Dimension Data mostra que monitoramento remoto e gestão automatizada reduzem em 75% os custos com solução de problemas em TI

Estudo envolveu redes corporativas em organizações de 28 países. Números também indicam redução de 32% no tempo de reparo de dispositivos ligados à rede corporativa

Novos dados publicados recentemente, no Relatório Anual Network Barometer 2015, da Dimension Data, multinacional focada em serviços de tecnologia da informação e provedora de soluções de planejamento, suporte e gerenciamento de infraestrutura de TI, revelam que o monitoramento remoto e gerenciamento automatizado de ativos corporativos reduzem o tempo para solucionar problemas de dispositivos de rede com defeitos, em significativos 75%. Consequentemente, isso toma 32% menos tempo para reparar esses equipamentos do que aqueles que não são gerenciados da mesma forma. Além disso, o estudo deste ano mostra novamente a forte correlação entre defeitos causados por dispositivos e seus estágios de ciclo de vida.
 
De acordo com o relatório, as redes têm envelhecido pelo quinto ano consecutivo, 53% de 70 mil dispositivos tecnológicos foram avaliados como antigos ou obsoletos – um aumento de dois pontos percentuais desde o ano passado. Houve uma sensível queda na porcentagem de equipamentos obsoletos – de 11% o ano passado, para 9% em 2015 – enquanto a porcentagem de dispositivos antigos teve crescimento de quatro pontos. A porcentagem atual de equipamentos analisados foi a menor nos últimos três anos.
 
A pesquisa observou redes corporativas em organizações de todos os tamanhos e setores da indústria em 28 países.
Andre Van Schalkwyk, gerente de práticas consultivas para Unidade de Networking Business da Dimension Data, diz, “Durante os sete anos de história do relatório Network Barometer, o nível médio de tolerância das organizações para dispositivos obsoletos em suas redes tem sido em torno de 10%. Raramente as empresas permitem que este número cresça acima dos 11% antes de atualizarem os dispositivos mais relevantes. A expectativa era de que uma atualização global fosse eminente, mas nossos dados mostram que as companhias estão atualizando principalmente os dispositivos obsoletos, e estão dispostas a continuar utilizando os equipamentos considerados antigos por mais tempo que o esperado. As organizações, portanto, estão focando suas iniciativas de atualização especialmente em tecnologias que já alcançaram um estágio crítico de ciclo de vida: quando o suporte do fornecedor não está mais disponível”, explica Van Schalkwyk.
Van Schalkwyk aponta que processos maduros de monitoramento, suporte e manutenção, permitem uma alta tolerância para dispositivos antigos na rede. Isto prova a viabilidade da gestão de uma rede antiga. “Esse amadurecimento fornece visibilidade suficiente do status de ciclo de vida de todos os equipamentos, um entendimento do perfil de riscos dependendo da criticidade da infraestrutura como um todo, e gerenciamento proativo desses riscos. No geral, estamos vendo a crescente necessidade de uma gestão mais eficaz no dia-a-dia da rede, por entre toda a rede corporativa”.

origem: http://www.segs.com.br/info-e-ti/47082-pesquisa-da-dimension-data-m

Sirlei Madruga de Oliveira

sirlei@guiadocftv.com.br

Editora do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Importante:

Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’ 

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.