Como o monitoramento de rede ajuda as PMEs

Existem soluções de monitoramento capazes de administrar ambientes virtuais, servidores, o desempenho do site, a segurança da rede, a disponibilidade dos e-mails

Implementações de TI em pequenas e médias empresas (PMEs) são quase tão complexas como as encontradas em grandes corporações, apenas não em mesma escala. Porém, empresas menores possuem equipes de TI enxutas e, por isso, precisam de toda a ajuda possível para cuidar da sua infraestrutura de TI, à medida que a empresa cresce.

Existem soluções de monitoramento capazes de administrar ambientes virtuais, servidores, o desempenho do site, a segurança da rede, a disponibilidade dos e-mails, todo banco de dados, propiciando uma ampla visão da infraestrutura e enviando na sequência alertas para a equipe de TI sobre problemas antes que eles afetem os usuários finais. 

Na prática é preciso garantir o funcionamento normal de todo o sistema para assegurar a fluidez dos negócios. Um bom software de monitoramento unificado pode fazer a leitura dos dados da rede e informar o que se passa dentro dela.

Um dos cenários mais comuns de uso dessa solução é para monitorar o fluxo de e-mails. Não importa quantas novas opções para comunicação, como ferramentas de compartilhamento e arquivos de sincronização estejam disponíveis, o e-mail corporativo mantém a sua função de destaque. O que significa que qualquer interrupção no correio eletrônico pode ter consequências graves. Seguramente o tráfego de e-mails é mais crítico para as empresas com escritórios em várias localidades, de diferentes fusos horários.

Monitorar o website da empresa, garantindo o carregamento de páginas instantaneamente é de suma importância para a maioria dos negócios. O site é uma ‘vitrine’ em que potenciais clientes analisam a sua empresa. Se os clientes tiverem que esperar muito tempo ao acessar a página da web ou se um serviço não estiver disponível conforme anunciado, a probabilidade é que procurem na concorrência uma experiência de usuário mais amigável. 

Ferramentas de monitoramento unificado não são apenas capazes de controlar cenários clássicos de sua infraestrutura de TI, também podem ter usos fora do comum. Um exemplo de aplicação diferente ocorre na Nova Caledônia, Oceania. Um produtor utiliza um software de monitoramento de rede para controlar a temperatura, a salinidade e o pH da água numa fazenda de camarões. Informações sobre os tanques de criação são enviadas para computadores ou mesmo para um smartphone, em tempo real, o que garante a saúde e a qualidade da criação e, por conseguinte, a continuidade do negócio.

origem: http://www.administradores.com.br/noticias/negocios/como-o-monitoramento-de-rede-ajuda-as-pmes/103542/

Sirlei Madruga de Oliveira

sirlei@guiadocftv.com.br

Editora do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Importante:

Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’ 

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.