Monitoramento por câmera é um aliado à segurança nas grandes

O aumento nos índices de criminalidade e a insegurança gerada nos grandes centros são hoje uma das maiores preocupações entre os brasileiros. Diante deste cenário, investir no combate ao crime torna-se um desafio para as administrações públicas.

Segs – Fonte ou Autoria é : Altair Albuquerque

No ano passado, por exemplo, o Governo Federal liberou um investimento previsto de R$ 6,707 bilhões até 2012, para o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), destinado para a segurança.

No entanto, outras medidas de prevenção contra o crime nos últimos anos vêm sendo implantadas, trazendo benefícios reais à vida das pessoas e mudando a rotina nas grandes capitais brasileiras. Nesse sentido, a tecnologia vem se mostrando uma forte aliada no desenvolvimento de ferramentas inteligentes na área da segurança, como é o caso dos sistemas eletrônicos de monitoramento.

Atualmente a população que reside nos grandes centros já identifica o monitoramento de vias públicas como uma das medidas preventivas para o aumento da segurança. E com bons exemplos. Cidades como: São José dos Campos, Santos, Curitiba já iniciaram o processo de implantação do sistema. Na cidade de Sorocaba, interior paulista, por exemplo, a aposta especificamente da prefeitura é a câmera tagarela. O equipamento possui caixas de som que podem ser acionadas por quem realiza o monitoramento de trânsito, para falar com a população.

Em Campinas (SP), a CirnCamp (Centro de Investigação de Recursos Naturais de Campinas) monitora diversos pontos da cidade e se comunica com diversos órgãos responsáveis, como Defesa Civil, atendimento médico e de trânsito. Já em Bauru (SP), a Câmara Municipal define até o final do mês de março o modelo de sistema de monitoramento por câmeras no centro e há possibilidade de estender o monitoramento a outras localidades da cidade.

Na cidade de São Paulo, a prefeitura foi além e definiu que 309 escolas terão imagens geradas pelas câmeras serão ligadas a uma central de monitoramento. O programa anunciado, em 2007, pelo prefeito Gilberto Kassab prevê a colocação de câmeras de vigilância nas unidades consideradas mais problemáticas e com grandes índices de violência.

A experiência mostra que os benefícios gerados pelo monitoramento público são muitos. As áreas cobertas pelo sistema dão mais tranqüilidade às pessoas, valorizam os centros das capitais e dão movimento ao comércio da região. De acordo com o consultor da ABESE (Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança), Marcos Menezes, ao contrário do que se nota, o monitoramento visa à privacidade da população. Uma vez que gera uma sensação de maior segurança, de uma forma preventiva.

“Os benefícios gerados pelo sistema de monitoramento são muitos. Com certeza, é uma tendência que vem atender à necessidade da população, uma vez que não se limita somente na prevenção de crimes, mas também ajuda no controle de trânsito e na preservação de patrimônios públicos, controle de acesso a órgãos públicos e a gestão de emergência, como incêndio e atendimento à saúde”, comenta Selma Migliori, presidente ABESE.

Uso da tecnologia: As câmeras podem ser utilizadas em diversos pontos possibilitando o monitoramento de ruas, avenidas, escolas, praças e demais prédios públicos. Em geral, nos grandes centros são utilizados dois sistemas de câmeras de monitoramento: o sistema fixo que permite a observação até 600 metros de distância, e o móvel, que pode além de ter esta observação pode ter a circunferência de 360º graus.

* Mais informações pelo telefone (11) 5585-2677 ou www.abese.org.br

Origem: http://www.segs.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=3520&Itemid=1

Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários, de suas sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.