Câmera na Avenida Paulista registra tremor

Câmera instalada em 16º andar de prédio flagra momento exato de tremor. Na noite da terça-feira (22), tremor atingiu 5,2 graus na escala Richter.

O tremor de terra que atingiu quatro estados na noite da terça-feira (22), entre eles São Paulo, foi gravado por uma câmera de segurança na capital paulista.

A câmera, instalada no 16º andar de um prédio na Avenida Paulista, flagrou o momento exato do tremor. O movimento de carros não era grande no local no horário. A câmera estava fixa e, de repente, balança. Os motoristas nem chegaram a perceber o tremor.

De acordo com o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB), o tremor, de 5,2 graus na escala Richter, ocorreu a 270 km do litoral de São Paulo, ocorreu às 21h e durou cerca de cinco segundos.

O epicentro foi localizado no Oceano Atlântico. Segundo Jorge Sand, coordenador do observatório, a região onde foi registrado o epicentro tem uma atividade sísmica grande por ser uma plataforma continental, com interfaces de regiões mais densas e menos densas.

Cerca de 5 mil casas ficaram sem abastecimento de água em Mogi das Cruzes, na região metropolitana de São Paulo, de acordo com a Prefeitura da cidade. O tremor ocorrido na noite de terça entortou parte de uma tubulação, separando dois dutos e prejudicando a distribuição de água. O fornecimento só foi totalmente restabelecido por volta das 15h desta quarta-feira (23).

Capital

No Jaguaré, na Zona Oeste de São Paulo, os moradores de um prédio foram para a rua, com medo de desabamento. A central dos bombeiros recebeu mais de 400 ligações. A maioria de pessoas assustadas, sem saber bem o que tinha acontecido.

Em um hospital da Zona Leste da cidade, os azulejos se soltaram da parede. O atendimento aos pacientes não chegou a ser interrompido. O abalo foi sentido no Aeroporto de Congonhas, mas não alterou os vôos.

São Paulo é conhecida pela altura dos prédios e foram exatamente os moradores dos últimos andares os que mais sentiram o tremor. Esse é um fenômeno comum porque a estrutura do prédio é semelhante a um pêndulo invertido, preso ao chão e solto no topo. Em cima balança mais que embaixo.

Origem: Globo G1

Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários, de suas sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

[code]
Importante:
‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas,
jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão.
Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.'[/code]

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.