Obras de modernização valorizam em 100% valor de unidades residenciais

Sistema de CFTV instalado pela TAU System e baseado em tecnologia NVT está entre as ações responsáveis por esse resultado.

Com área de 15 mil metros quadrados e160 apartamentos distribuídos em 10 blocos, onde habitam cerca de 1.000 pessoas, o Condomínio Los Angeles, na Vila Prudente, em São Paulo-SP, foi construído em 1986. Após sete anos em reforma, no final de 2007, finalizou a implementação de um sistema diferenciado de CFTV, executado pela Tau System com tecnologia da NVT, fornecida pelo Grupo Policom, e tornou-se referência em sua região.

A instalação do sistema de CFTV baseado em tecnologia IP (conhecido como IP Surveillance) com tecnologia NVT marca o final dos sete anos de obras de modernização do Residencial Los Angeles e, desde o início destas obras, os apartamentos daquele condomínio valorizaram 100%. Hoje, os proprietários são procurados pelo setor imobiliário e qualquer um que queira vender sua unidade, concretiza o negócio em menos de 30 dias.

O sistema conta com 8 câmeras, que cobrem toda a área externa do residencial, incluindo estacionamentos, piscina e playground. Na instalação, foi utilizado cabeamento estruturado Categoria 6, da SYSTIMAX® Solutions, com cabos geleados, específicos para uso enterrado em áreas externas e switch da Micronet. No entanto, o principal diferencial é o hub passivo da NVT, que, inclusive, permitiu que pelos cabos UTP, além dos dados, passe também a energia para as câmeras (24 VAC), sem gerar interferência.

De acordo com Rubens Ferraro, diretor da Tau System – empresa especializada em CFTV com topologia de rede –, a opção pela tecnologia NVT está diretamente relacionada à distância entre as câmeras, pois há pontos em que ultrapassa 200m, quando o limite máximo para cabeamento UTP é de 100m.

“Esse sistema da NVT eliminou o problema de distância, pois permite chegar até a 2 km a distância entre as câmeras”, frisa Ferraro, explicando que a tecnologia aplicada permitiu a utilização de câmeras analógicas, “que levam o sinal até o vídeo server, que joga o sinal para o switch NVT. Desse equipamento, o sinal para o servidor de imagem e para a estação de trabalho”.

Todas as informações são administradas pelo software Digifort, que responde pelo gerenciamento das câmeras, gravações, acessos, etc., e é voltado para o conceito de Governança Digital. Esse software que é baseado na arquitetura cliente-servidor, aumenta a capilaridade da solução, dá maior potencialidade aos equipamentos envolvidos e oferece inúmeros serviços que permitem automatizar e controlar uma grande quantidade de câmeras e alarmes em sites locais e remotos, com a máxima confiabilidade e com extrema facilidade de operação.

Eficiência e confiabilidade, sem custos de manutenção adicionais – Marcelo Lei, um dos moradores que estão à frente das reformas e da administração do condomínio, ao falar sobre a opção, justifica a escolha dizendo que vários sistemas foram pesquisados, sendo que “todos partiam dos tradicionais modelos de CFTV, que são muito baratos, mas com alto custo de manutenção, pouca qualidade e sem possibilidades de upgrades futuros sem a troca de tecnologia”; e corrobora Ferraro, afirmando: “o sistema oferecido pela Tau System trouxe-nos outra realidade. Apesar de um custo maior que os sistemas normais, o que nos fez decidir pelo mesmo, foi a alta tecnologia empregada, permitindo sua funcionalidade sem custos adicionais de manutenção.”.

A eficiência do sistema, para Lei, também é comprovada pelo fato de que a empresa “que nos presta serviços de segurança participou do projeto com parte do investimento necessário. Ela também tem interesse em ter um melhor monitoramento da área que está sob sua responsabilidade”. O investimento total, incluindo infra-estrutura civil para a sala de controle operacional, equipamentos, cabeamento e demais materiais utilizados, ficou na Casa dos R$ 50 mil.

Hoje, com o sistema de CFTV-IP implementado, é possível monitorar toda a área comum de qualquer lugar do planeta, via internet. Além disso, moradores podem acompanhar seus filhos nas áreas comuns do condomínio até mesmo de seu escritório, de casa, de qualquer lugar. Os moradores também têm acesso às gravações guardadas em disco rígido (PC), q eu é feita com facilidade, como descreve Lei: “Basta um simples deslizar do mouse sobre datas e horários pretendidos”.

Funcionando há três meses, o sistema apresenta resultados expressivos: A simples colocação do sistema e a divulgação de sua forma de funcionamento já inibiram algumas ações anti-sociais que antes ocorriam.

Os resultados são também medidos pela qualidade das imagens. Lei informa que “o sistema oferece uma qualidade de imagens muito superior aos tradicionais”. Ferraro afirma que “desde que instalamos o sistema, não perdemos uma imagem. Garante, também, que a escolha pelo NVT, não elevou o custo da obra, pois “como o equipamento passivo permite jogar energia pelo próprio cabo UTP, eliminou-se o custo de instalação e manutenção de rede elétrica específica para alimentação das câmeras. Desse modo, reduzimos, também, o custo com no-break, que foi centralizado e apenas um é suficiente para segurar toda a instalação”.

As obras de modernização do Residencial Los Angeles começaram no início de 2000 e envolveram uma série de reformas visando melhorar aspectos arquitetônicos (fachadas, interiores, jardins, etc.), segurança e lazer. Entre as ações realizadas estão revestimento dos prédios, substituição do asfalto das ruas e construção de novos equipamentos de lazer (piscina, playground, salão de festas, quadra poli-esportiva).

Origem: www.revistafator.com.br

Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários, de suas sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

[code]
Importante:
‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas,
jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão.
Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.'[/code]

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.