Empresários querem doar câmeras de vigilância à PM

Visando a melhorar a segurança de pontos críticos da cidade, iniciativa privada sugere a compra de 200 câmeras externas. 

Os
Conselhos de Segurança (Consegs) de Balneário Camboriú enviaram um
projeto ao Governo do Estado sugerindo a implantação de 200 câmeras de
vigilância em pontos críticos da cidade. Segundo Magda Bez, presidente
do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Condes), que
elaborou o protocolo, o município já possui 11 câmeras de vigilância,
mas é pouco para a ação dos marginais que têm aumentado na baixa
temporada.
As câmeras seriam mais simples que as utilizadas pela Polícia Militar e
custeadas pela iniciativa privada, embora a manutenção das mesmas ainda
não se tenha definido a cargo de quem ficaria. Cada câmera fixa sem
capacidade giratória, um pouco mais simples que as usadas atualmente na
cidade, custaria em torno de 6,5 mil reais e as imagens seriam
acessadas via internet pelos comerciantes mediante uma senha.
O plano é apenas uma das mais de 70 ações desenvolvidas pela sociedade
civil do município e que constam no protocolo de intenções a ser
avaliado pela Secretaria de Segurança Pública. As comissões formadas
pelo Condes pretendem fiscalizar a realização dos projetos elaborados e
apresentar datas para o início das ações a partir do final de setembro,
após reuniões do comitê técnico.

Algumas das ações propostas no protocolo de intenções

  • Construção de um centro de internamento para menores infratores;
  • Construção de uma vila militar para abrigar a família dos policiais
    militares vindos de outros municípios, pois o alto custo da habitação
    em Balneário Camboriú agrava a falta de efetivo na polícia;
  • Criação de uma guarda municipal;
  • Remoção do presídio municipal do Bairro das Nações, que é um bairro residencial, para um local não urbano;

Origem: http://www.jornaltribuna.com.br/

 
Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

Importante:

‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas,
jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão.
Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.