Campo Largo implanta sistema de vídeomonitoramento via fibra óptica

Cidade paranaense investe cerca de R$ 400 mil em projeto realizado pela integradora Atlantis.

 

São Paulo, 2 de Abril de 2009 – O município de Campo Largo (PR), com 110 mil habitantes, adotou um Sistema de Monitoramento Remoto de Segurança na área central da cidade, que tem como principal objetivo apoiar e potencializar a ação da Guarda Civil Municipal. Projetado pela integradora Atlantis Tecnologia, o sistema conta atualmente com sete câmeras e tem previsão de expansão neste segundo semestre. O total investido na infra-estrutura na primeira fase do projeto foi de R$ 400 mil.

Silvio Diniz, coordenador do projeto da Guarda Civil e Secretário Municipal de Administração, explica que a adoção do sistema de monitoramento tem como objetivo maximizar o poder de visualização e de ação dos guardas civis. “As câmeras vieram para apoiar o trabalho da Guarda Civil municipal, estruturada em setembro de 2008, potencializando o efetivo do qual dispomos”, complementa.

As imagens das câmeras são interligadas via fibra óptica até a central de monitoramento, localizada na sede da Secretaria de Segurança Pública da prefeitura. Quatro operadores são responsáveis pelo acompanhamento 24 horas dos vídeos e operação das câmeras, cujas imagens ficam armazenadas durante 15 dias. Ainda, o vídeo gerado pode ser acessado em tempo real via Web pela Polícia Militar e pelo Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP) do Estado do Paraná.

Os efeitos da presença das câmeras na área central da cidade já são sentidos pela população, com a diminuição de alguns delitos. Diniz relata que usuários de drogas – localizados no vídeo pelos operadores da Central de Monitoramento – passaram a ser frequentemente abordados pelos guardas municipais e já não freqüentam as ruas do Centro.

O projeto entrará neste semestre na segunda fase, na qual estão previstas mais nove câmeras IP, que serão instaladas em áreas secundárias da cidade. “É necessário utilizar a tecnologia a favor da Segurança Pública e o Sistema de Monitoramento Remoto na cidade mostrou um ótimo custo-benefício”, destaca o coordenador.

Tecnologia – A Atlantis Tecnologia, contratada via licitação, foi responsável pela implantação de toda infra-estrutura do sistema de monitoramento. A empresa instalou racks externos com switches ópticos, que funcionam como pontos de presença (POP). Através da utilização deste rack externo, semelhante a uma caixa, é possível conectar até 24 câmeras em cada POP, bem como reduzir o investimento em fibra óptica.

As sete câmeras utilizadas nesta primeira fase do projeto são do modelo AXIS 233D, que permite controle panorâmico/inclinado, zoom óptico de até 35 vezes e digital de até 12 vezes. Isto permite que objetos em movimento e pessoas sejam seguidos à distância e com alto nível de detalhe e nitidez da imagem.

 

A câmera possui ainda a funcionalidade de rastreamento automático, que detecta automaticamente uma pessoa ou veículo em movimento e o segue pela área de cobertura da câmera.

 

Sobre a Atlantis Tecnologia

Fundada em 2001, na cidade de Porto Alegre (RS), a Atlantis é uma empresa provedora de serviços e soluções na área de Telecomunicações e Sistemas de Segurança.

A Atlantis é habilitada a prover todos os serviços necessários para criar as redes de telecomunicação: desde a concepção do projeto até a instalação do meio de transmissão, infra-estrutura, equipamentos, treinamento das equipes e manutenção do sistema. A empresa também projeta e executa a infra-estrutura para redes multi-serviço, que integram voz, dados e imagem, principalmente para criação das chamadas “cidades digitais”.

Dentre os principais clientes da Atlantis, estão: Secretaria de Justiça, Porto e Hidrovias (RS); Justiça Federal de Santa Catarina; Procergs; Procempa; Concepa; Hospital de Clínicas – PAE e várias Prefeituras da região Sul (Gramado; Santo Ângelo; Osório; Novo Hamburgo, Carazinho, Passo Fundo, Três Coroas, Esteio, São Leopoldo, Erechim), além de Paragominas (PA).
 

 

 

 

Origem: Capital Informação

 
Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

Importante:

‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas,
jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão.
Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.