Câmeras de segurança ajudam a polícia a identificar criminosos

As câmeras de segurança da polícia têm sido instrumentos importantes para prender criminosos em todo o país. Homens armados, mas na mira das câmeras de segurança da Polícia Militar. As imagens mostram quando vários rapazes fazem um arrastão na zona sul de São Paulo.

Os bandidos entram no veículo para roubar as vítimas, mas a polícia age rápido. Dos seis ladrões, quatro foram presos. A ação do grupo foi monitorada de dentro de uma sala da Polícia Militar de São Paulo. São 270 câmeras espalhadas por ruas, avenidas e praças. "Essas câmeras têm um alcance de até três quilômetros pra observar um prédio, um veículo e 600 metros para buscar detalhes, como rosto, mãos, placa de veículo", explica Cleodato Moisés do Nascimento, tenente da Polícia Militar de SP.

Foi conferindo a placa que os policiais desconfiaram da situação de um carro. No cadastro do Detran, o modelo do veículo era diferente do estacionado na rua. Em poucos minutos, a fraude foi descoberta: o motorista adulterou a numeração com uma fita adesiva. O carro foi apreendido e o motorista vai responder pelos crimes de estelionato e fraude.

As câmeras ficam posicionadas em pontos estratégicos da cidade e funcionam 24 horas por dia. No Recife, as câmeras da Secretaria de Defesa Social também têm ajudado a identificar criminosos. Um rapaz de vermelho rouba a bolsa de uma mulher. Com a descrição do assaltante, a polícia prendeu o ladrão alguns minutos depois. Em outra imagem, os bandidos roubam o relógio de um rapaz. A polícia foi chamada na hora e os dois homens foram presos.

Em Aracaju, os ladrões que roubaram uma loja de celular não sabiam que estavam sendo gravados. Depois da divulgação das imagens, os assaltantes foram detidos. No Instituto de Criminalística, os peritos utilizam outros recursos para enxergar o que não é possível perceber em uma primeira análise. A câmera de um prédio registrou o acidente em um cruzamento, mas não ficou claro quem passou o sinal vermelho. "O que nós fizemos nesse caso? Nós fomos até o local e lá nós fotografamos o local de dia. Feito isso nós colocamos a foto que nós tiramos com ao lado da filmagem e nós pegamos como parâmetros dois semáforos que são aqueles que apareciam mais nas imagens. E ali nós capturamos esses semáforos", explica Walter Baratella, perito criminal. "É um trabalho preventivo. É a resposta rápida sempre. Esse é nosso objetivo e é o objetivo maior do vídeo monitoramento das câmeras", diz o tenente da Polícia Militar de SP.

A Polícia Militar de São Paulo informou que onde há câmeras de segurança o índice de criminalidade diminuiu e a prisão dos criminosos foi mais rápida.

 
 
Origem: Globo G1
 
Engº Marcelo Peres
mpperes@guiadocftv.com.br
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?


Importante:
‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’ 

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.