Câmeras da CET do Rio de Janeiro vão monitorar distanciamento social entre as pessoas

Câmeras da CET do Rio de Janeiro vão monitorar distanciamento social entre as pessoas

Sistema de monitoramento por vídeo vai acionar Disk-Aglomeração quando proximidade for de alto risco

A Prefeitura do Rio de Janeiro informou nesta terça-feira, 12 de maio de 2020, que as câmeras de monitoramento de tráfego da CETRio serão utilizadas em um sistema para verificar o distanciamento entre as pessoas na rua. O objetivo é evitar a proliferação do novo coronavírus.

Desta forma, a partir desta quarta-feira, 13, as 489 câmeras da Companhia, que normalmente monitoram o trânsito da cidade, contarão com um detector de aglomerações.

“Trata-se de um software conectado ao sistema de câmeras do Centro de Operações (COR) que permitirá identificar grupos de pessoas que estejam formando aglomerações. De acordo com a distância entre as pessoas, o software dispara luzes na tela do sistema, indicando o risco que aquele distanciamento representa”, detalhou a Prefeitura.

.

49886334093_a2b239ec29_c

A luz verde indica baixo risco e acende onde há uma distância mínima de 1,5m entre as pessoas. A laranja, risco médio, para uma distância entre 1,5m e 0,75m. E vermelha, que representa alto risco, alerta quando há pessoas com uma distância abaixo de 0,75m entre elas”, explicou também a administração municipal.

Assim, quando o sistema registrar a luz vermelha, o Disk-Aglomeração da Secretaria municipal de Ordem Pública (Seop) será acionado.

RESTRIÇÕES

Além disso, a partir desta terça-feira, 12, a Prefeitura começou a aplicar restrições para a circulação em centros comerciais de três dos dez bairros com altos índices de aglomeração.

Relembre: Niterói e São Gonçalo iniciam lockdown e bloqueios são ampliados na cidade do Rio de Janeiro

São elas: a região do Largo do Verdun, no Grajaú; a Avenida Edgard Romero (trecho entre a descida do viaduto Negrão de Lima até a altura da Escola Municipal Carmela Dutra), em Madureira; e na Rua Felipe Cardoso (altura do Terminal Alvorada do BRT), em Santa Cruz.

Nestas áreas, que ficarão isoladas por grades até a próxima sexta-feira (18/05), o acesso da população será restrito a funcionários e clientes de mercados, farmácias e agências bancárias e também não poderá haver a circulação de veículos particulares de não moradores. Ao todo, mais de cem guardas municipais e dez viaturas, além da Polícia Militar, cuidarão 24 horas por dia das barreiras”, explicou a Prefeitura.

Por sua vez, na orla, entre as praias do Leme ao do Pontal, o Rio Rotativo será suspenso e o estacionamento terá fiscalização 24h de dez equipes da Coordenadoria de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques da Seop. As vagas do trecho serão permitidas apenas para residentes da região.

“No planejamento da Seop, o bloqueio chegará, gradativamente, às áreas de outros sete bairros: Jacarepaguá, Guaratiba, Realengo, Méier, Tijuca, Pavuna e Cascadura, ao longo desta semana.”

O prefeito Marcelo Crivella anunciou ainda o bloqueio ao acesso dos estacionamentos de veículos particulares na orla marítima da Cidade, entre as praias do Leme e a do Pontão, exceto para os veículos de proprietários que residam nas proximidades. A medida valerá também até 18 de maio.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

origem: Diário do Transporte

 Sirlei Madruga de Oliveira

 Editora do Guia do CFTV

 sirlei@guiadocftv.com.br

 


Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Importante:

Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

 

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.