RS vai testar monitoramento eletrônico de presos

O deputado Giovani Cherini (PDT), relator do projeto de lei 106-2008,
que estabelece normas suplementares de Direito Penitenciário e regula a
vigilância eletrônica no RS, promoveu na manhã de ontem, 3, debate
sobre o monitoramento eletrônico de apenados. Duas empresas
apresentaram suas tecnologias para autoridades ligadas à área da
segurança no Rio Grande do Sul. 

Autor do pl 387/2007, que originou o pl 106/2008, do qual é o relator, Cherini destacou “que o crime precisa ser combatido com inteligência e tecnologia, e o monitoramento eletrônico contempla esses dois requisitos. Precisamos destacar três aspectos fundamentais desse sistema: o baixo custo em relação ao quanto custa um apenado nas condições normais, a ressocialização do preso e o déficit de vagas existente no Estado”, salientou o parlamentar.
O superintendente da Susepe, Geraldo Bertollo, anunciou para o mês de agosto uma experiência com cerca de 20 apenados, durante 30 dias, para a realização de testes com a tecnologia apresentada hoje. Será realizada uma reunião entre o deputado, a Casa Civil, a Defensoria Pública e o Ministério Público para aperfeiçoar o projeto através de emendas.

Origem: http://www.jornalagora.com.br/

 
Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

Importante:

‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas,
jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão.
Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.