TST reconhece legalidade de sindicato das empresas de sistemas de segurança em MS

Os sindicatos que representam regionalmente as empresas de sistemas eletrônicos de segurança, por meio da ABESE (Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança) acabam de alcançar significativa conquista junto ao Tribunal Superior do Trabalho de Brasília e passam a ser oficialmente os representantes do mercado de segurança eletrônica nacional.

Segundo Jose Laércio Araujo, assessor jurídico da Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese), a sentença é irrecorrível e reconhece o direito do Siese como representante legal e responsável pela defesa dos interesses das empresas deste ramo em Mato Grosso do Sul. O caso teve desfecho após seis longos anos de questões judiciais devido à impugnação do Sindicato das Empresas de Segurança e Vigilância (Sindesp/MS) ao Sindicato das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Siese/MS). “Esta definição cria uma jurisprudência que pode firmar os Sieses como os legítimos representantes deste mercado devido a sua especificidade", afirma Araujo.

 

(Jornal A Crítica/MS – 28/02/2011; Portal Midia Max News/MS – 28/02/2011; Portal Jus Brasil/SP – 28/02/2011; Portal Rádio Caçula/MS – 28/02/2011) 
 
 
 
Engº Marcelo Peres
mpperes@guiadocftv.com.br
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?


Importante:
‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’ 

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.