Outra mancada da polícia inglesa

Dessa vez a vítima felizmente sobreviveu para contar a história, onde após uma denuncia a polícia inglesa confunde tocador MP3 com arma.

Darren Nixon, inglês de 28 anos, foi preso após uma denúncia de que carregava uma arma, quando na verdade simplesmente voltava para casa com seu tocador de MP3 ligado.

Nixon havia saído da garagem da Olympus Engineering, onde trabalha como mecânico, no dia 26 de janeiro, quando foi surpreendido pela polícia que acreditou que seu tocador Philips de 4 GB em cor preta fosse uma arma.

Segundo o site inglês Daily Mail, o mal-entendido começou quando a polícia de Staffordshire recebeu um chamado de uma mulher que achou que Nixon carregava uma arma a caminho de um ponto de ônibus. Pouco depois, o ônibus em que o inglês estava foi cercado e seguido pelos policiais, até que Nixon desceu e recebeu a ordem para parar de modo a ser revistado.

“A polícia me encontrou no circuito fechado de televisão e me seguiu”, explicou Nixon, que, ao ver os gestos dos policiais e desligar o aparelho, foi revistado e levado à delegacia, enquanto a polícia procurava por uma arma nas proximidades.

Ter armas apontadas para si e ser colocado temporariamente em uma cela não foram os únicos problemas para Nixon, que foi fichado, teve suas impressões digitais tiradas e amostra de DNA coletada pela primeira vez em sua vida.

“Foi irreal – eu tinha um registro completamente limpo antes disto e sempre fui um cidadão cumpridor das leis”, reclamou o inglês ao site, acrescentando que a prisão foi feita em local próximo a sua casa, e que ele poderia ter sido visto por pessoas conhecidas.

A polícia liberou o mecânico após concluir que houve erro, sem encontrar a arma, se desculpou pelo incidente, mas justificou a operação afirmando que este é o procedimento padrão quando um chamado semelhante é recebido. “A descrição foi extremamente boa e se é essa a notificação precisamos agir rapidamente”, explicou um porta-voz.

Para leitores do jornal a situação é problemática e muitos desconfiam que as fotos, amostra de DNA e impressões digitais serão mantidas nos registros da polícia.

Origem: http://www.geek.com.br/modules/noticias/ver.php?id=17089&sec=6

Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários, de suas sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.