Ônibus recebem câmeras de segurança no Acre

Câmeras do tipo canguru estão sendo instaladas em toda a frota de
ônibus da capital. Desde o último dia 7, os ônibus de Rio Branco
circularam com mais segurança e modernidade. A instalação dessa nova
ferramenta de operação está sob a responsabilidade do Sindicato das
Empresas de Transporte Coletivo (Sindcol). 

Instalar câmeras nos transportes coletivos faz parte do cumprimento de uma das exigências contratuais das empresas concessionárias das linhas de ônibus que circulam na capital. A Prefeitura de Rio Branco, através da Superintendência de Transportes e Trânsito de Rio Branco (RBTrans), atua como poder competente para fiscalizar a execução dessa norma. A exigência pretende dar mais segurança aos usuários e visa a modernização da atual frota.

Segundo o diretor de transportes, Ítalo César, em janeiro do ano passado realizou-se um projeto piloto instalando câmeras em 17% da frota de ônibus de Rio Branco, parcela que corresponde a 25 carros. ”Com o projeto piloto percebemos a diminuição considerável dos assaltos aos ônibus, conseqentemente uma menor evasão de receitas. Esse foi um fator fundamental para efetivação do processo de instalação dessas câmeras”, disse César.

As novas câmeras, diferentes das utilizadas na fase de testes, que operavam com vídeos gravados em VHS, acompanham os tempos atuais armazenando imagens em um cartão de memória digital. Tudo é monitorado por uma central administrada pela RBTrans. Agora, toda a frota do sistema possui câmeras de segurança, totalizando 147 coletivos.

Opinião Popular

Segundo a RBTrans, diariamente,15 mil pessoas circulam dentro do terminal urbano. O estudante Joelmir Almeida diz ter achado a iniciativa de colocar câmeras no interior dos ônibus muito importante para a segurança, alem de prevenir assaltos e atos de vandalismo. “Sei que para algumas pessoas significa perder a privacidade, mas isso é pouco relativo às vantagens. Acho que outros locais públicos também devem dispor dessa ferramenta, que funciona como avanço dos transportes coletivos na capital”, disse.

O motorista de ônibus Carlos Alberto também salientou a relevância das câmeras com relação à segurança dos usuários e de quem trabalha nos transportes coletivos. Acredita que as câmeras conseguem inibir a violência e servem para reconhecer as pessoas que causam tumulto dentro dos ônibus. “Na minha opinião, poderia ter sido colocada antes. A única desvantagem é a privacidade, mas pelo menos nos sentimos mais seguros”, disse Carlos Alberto.

 
Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

Importante:

‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas,
jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão.
Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.