Só 4% das empresas no país têm conexão acima de 2 Mbps, diz pesquisa

O número de empresas que têm rede sem fio no Brasil cresceu de 17% em
2006 para 28% no ano passado, ao passo que o percentual daquelas que
têm rede com fio diminuiu de 87% para 77%, no mesmo período, segundo a
3ª Pesquisa sobre uso da Tecnologia da Informação e da Comunicação no
Brasil – TIC Empresas, divulgada nesta terça-feira (20/5) pelo Núcleo
de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br).

O
estudo realizado com 2,3 mil empresas brasileiras, nos meses de outubro
e novembro de 2007, mostra que 64% delas utilizam modem digital via
linha telefônica xDSL, seguidas do acesso por modem via cabo (18%) e a
conexão via rádio (15%). O acesso discado, conexão dial up, abrange
apenas 8% das empresas.

"Os dados apontam uma evolução no uso
de tecnologias mais sofisticadas como redes locais sem fio e sistemas
de gestão como ERP, e no uso de ferramentas de governo eletrônico e de
comércio eletrônico", explica Mariana Balboni, gerente do Centro de
Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (Cetic.br).
"Consolidada a fase de adoção inicial, o ‘estar na web’, surge agora o
momento de aproveitar o potencial das ferramentas online para otimizar
os processo de gestão e da cadeia de valor", diz ela.

Entre as
empresas que acessam a internet, 44% têm redes com velocidade de
download entre 301 Kbps e 2 Mbps, e 26% com velocidade de até 300 Kbps.
Somente 4% das empresas possuem conexão acima de 2 Mbps, e 26% não
souberam responder qual a velocidade. As regiões Norte e Nordeste são
as que apresentam maiores percentuais de empresas com velocidades mais
baixas de download: 33% e 35%, respectivamente, têm redes com
velocidades de até 300 Kbps.

Outro dado que chama atenção na
pesquisa é o fato de 89% das empresas utilizar algum serviço de governo
eletrônico, percentual que é quase universal (97%) entre as empresas
que têm a partir de 250 funcionários. Os serviços mais utilizados são:
consulta ao FGTS (64%), consulta ao cadastro de inscrições estaduais
(62%) e o envio da declaração de IR (61%).

Com relação à
segurança na rede, menos da metade (40%) dos entrevistados disse
possuir uma política de segurança ou de uso aceitável de recursos de TI
ou comunicação. Por região, o Sudeste e o Sul possuem os maiores
percentuais de empresas com programas de treinamento em segurança da
informação para os funcionários: 27% e 26%, respectivamente. A menor
taxa (19%) está no Nordeste.

As empresas utilizam cada vez mais
a internet para fazer compras. Em 2006, eram 52%. Em 2007, 64%. Quanto
maior o porte, maior o percentual de empresas que realiza pedidos
on-line, seja via e-mail ou via formulário. Entre as que têm de 10 a 49
funcionários, 62% já realizaram algum pedido; entre as que têm de 50 a
249 funcionários, 69%; e entre as que têm a partir de 250 funcionários,
78%.

 

Origem: http://www.tiinside.com.br/

 
Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

Importante:

‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas,
jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão.
Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.