Férias e Monitoramento eletrônico: segurança para o consumidor e lucro para o instalador

Empresas de segurança eletrônica ajudam clientes a terem férias mais tranquilas e sem prejuízos

Com a chegada do fim do ano, festas de Natal e Ano Novo, inúmeras residências ficam vazias e isso atrai a atenção de criminosos. De acordo com os dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP-SP), a cada uma hora, ao menos um lar paulista é invadido. De 2014 a 2018 foram registrados, em média, 12 mil casos de furtos e roubos a casas e condomínios, por ano, em todo o estado. Segundo a ADT, empresa de monitoramento de alarme que analisou seu histórico nos últimos anos, em feriados e férias, as tentativas de assalto a estabelecimentos comerciais e residências registra um aumento de 15% nas grandes cidades.

Todo esse cenário de criminalidade ainda não tornou o brasileiro mais precavido. Estima-se que apenas 15% das residências no país tenham sistemas eletrônicos de segurança, enquanto na Europa 85% dos imóveis possuem algum tipo de monitoramento.

Pensando nisso, preparamos este guia de medidas preventivas para o período de férias e feriados. Vamos apresentar:

  • Dicas para o consumidor de como contratar empresas de segurança eletrônica;
  • Dicas para o lojista e empresário de como se prevenir e garantir segurança para o seu negócio, e;
  • Orientações para o empresário de segurança eletrônica aproveitar a oportunidade da época e auxiliar em férias mais seguras para todos.

Lojistas e Empresários – Segurança para  o seu negócio

Se você é empresário e as férias coletivas estão na sua programação, ou se você é lojista e nesta época os estoques estão cheios e a loja movimentada, existem medidas a serem tomadas, que vão garantir a segurança do seu negócio.

1) Faça a manutenção do sistema de câmeras de segurança. É preciso fazer a manutenção do sistema e equipamentos, para evitar falhas que possam  comprometer a segurança do local.

2) Instrua os vigias sobre o período de férias, passe todas as informações importantes sobre data do recesso, quais informações podem ou não ser divulgadas; quem devem acionar em caso de invasão no local, entre outros. Não deixe de pedir atenção redobrada.

3) Evite manter dinheiro guardado dentro da empresa. Mesmo em cofres, pessoas mal-intencionadas podem ficar sabendo da quantia e furtos podem ocorrer. Prefira deixar seu capital no banco.

4) Conte com o apoio da tecnologia. São inúmeras as opções de equipamento e suporte, como sistema CFTV, sistema biométrico e sensores de escuro. Converse com uma empresa especializada para receber a orientação adequada e ter um projeto customizado para o seu espaço. Este GUIA da Abese traz informações aprofundadas para aquisição de equipamentos e serviços de segurança eletrônica. 

Dicas para o consumidor contratar as empresas de segurança eletrônica

Já se foi o tempo que deixar a luz de casa acesa espantava criminosos. Hoje em dia, inclusive, a orientação é exatamente o oposto. Luzes acesas continuamente podem despertar a atenção dos bandidos. É preciso utilizar a tecnologia com sensores de movimento, monitoramento, alarmes e câmeras a seu favor. Poder viajar e contar com o trabalho de uma empresa para monitorar sua residência é garantia de maior descanso e tranquilidade, além de ajudar a evitar prejuízos. Confira as dicas abaixo que vão te auxiliar na contratação de uma empresa de segurança eletrônica:

1) O primeiro item ao levantar empresas de segurança eletrônica é  se certificar que seja uma empresa idônea, legalmente constituída, que garanta a procedência dos equipamentos e acessórios utilizados para instalação do sistema e assuma compromisso pós-venda em contrato.

2) Peça a avaliação do imóvel a um profissional, ele vai mapear as vulnerabilidades do imóvel e vai sugerir quais equipamentos de segurança são mais apropriados para aquele tipo de planta e localização geográfica.

3) Cheque se o contrato de prestação de serviço é coerente com a proposta apresentada no início da negociação e se o equipamento, preço e serviços prestados correspondem ao planejado.

4) Não deixe de testar periodicamente o funcionamento do sistema de segurança, consulte a empresa contratada sobre os prazos de atendimento técnico em caso de verificar algum problema no sistema.

Empresário de Segurança Eletrônica – Ajude seus clientes a terem férias mais tranquilas e lucre mais no período

Existem diversas oportunidades de datas comemorativas e épocas para aumentar o faturamento de um negócio. Para o setor de segurança eletrônica, as festas de fim de ano e feriados são um exemplo. É essencial que sua empresa saiba aproveitar o período para educar os clientes finais, preparar a equipe de vendas com os argumentos certos e criar pacotes e produtos capazes de atender a demanda! Confira algumas dicas práticas:

1) Mensagem certa para a pessoa certa: uma simples estratégia como essa pode te ajudar a vender mais. Utilize seus canais de comunicação e crie conteúdos com diferentes abordagens, para empresas ou pessoas físicas. As necessidades e problemas de cada um são diferentes, e por isso as abordagem também devem ser.

2) Informação – Sua empresa e/ou seus distribuidores podem trabalhar o tema de férias e segurança nas redes sociais, informando aos clientes da importância de uma estrutura de segurança no período, mostrando as principais vantagens. Tente vender menos e explicar mais! Leve informação de qualidade aos seus clientes e eles irão entender a necessidade. Você pode até mesmo aproveitar as informações deste texto!

3) Inspire confiança – Além de mostrar os principais benefícios de contratar um sistema eletrônico de segurança,  apresente casos reais de clientes que conseguiram prevenir algo neste período de festas e recesso, utilize depoimentos e mostre como sua empresa foi essencial.

4) Aumente seu ticket médio – Para os já clientes, ofereça uma avaliação/ diagnóstico de risco, mostrando como ele está protegido hoje e como ele poderia ficar ainda mais caso tivesse outros produtos que complementariam a segurança. A avaliação pode ser gratuita e com certeza seus clientes vão adorar. É uma excelente oportunidade de vender mais.

Ser lesado é traumatizante, nós sabemos. E medidas preventivas podem e devem ser tomadas para evitar ao máximo esses acontecimentos. Seja você consumidor, lojista/empresário, ou um profissional do setor de segurança eletrônica, é importante lembrar sempre da prevenção como grande aliada da segurança!

origem: ABESE

 


Sirlei Madruga de Oliveira

 

Editora do Guia do CFTV

 

 

 

 

sirlei@guiadocftv.com.br
Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?


Importante:

Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’ 

 

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.