Região central de Curitiba irá ganhar mais 20 câmeras

No próximo dia 29 a Cidade de Curitiba irá comemorar 315 anos. Um dos presentes já anunciados pela Prefeitura está diretamente ligado à segurança no Centro e no Setor Histórico da capital, que nos últimos dias recebeu o desagradável apelido de “Cracolândia”, devido à alta freqüência da venda e consumo de crack na região. Nessa data, serão inauguradas as 20 câmeras de segurança anunciadas no mês passado pelo prefeito Beto Richa e o Posto Avançado de Defesa Social (Pads-3), que já está em funcionamento no Largo da Ordem e conta com quatro policiais por turno da Guarda Municipal. Para reforçar a segurança da região, também foi anunciada a contratação de mais 144 policiais municipais.

Para o secretário municipal de Segurança Social, cel. Itamar dos Santos, essas medidas devem reduzir consideravelmente o nível de criminalidade, o consumo e a venda de drogas na região central da cidade. “A segurança nesses lugares melhorou consideravelmente com a presença fixa da guarda municipal no Largo; com a instalação das câmeras neste mês, a tendência é que os índices de criminalidade se reduzam ainda mais”, afirma. Contando com as câmeras instaladas na Rua XV de Novembro, no total serão 34 pontos de vigilância 24 horas no centro da cidade, conectados a duas centrais administradas pela Guarda Municipal e Polícia Militar.

De uma forma geral, as pessoas que trabalham ou circulam periodicamente nessas regiões consideram que as medidas devem fazer com que a criminalidade diminua e que o crime migre da região central para as suas adjacências. É o que afirmam os professores Felipe Kiolo e Daniel Almeida, que dão aulas em um curso pré-vestibular da região.

“A presença das câmeras é interessante para os momentos em que não existem policiais fazendo a segurança de alguns locais: elas devem inibir os furtos, o consumo e venda de drogas”, diz Kiolo. “É claro que isso não vai acabar com a criminalidade, mas é uma ferramenta para dar mais segurança para quem circula pela região, estudantes, turistas”, completa.

Os professores dizem que, nas duas últimas semanas, depois de o Pads-3 entrar em funcionamento, o número de incidentes foi bastante reduzido, o que dá a sensação de que esse tipo de crime está migrando para as regiões um pouco mais afastadas do Setor Histórico.

Mesmo concordando que a instalação das câmeras e o aumento do efetivo seja algo benéfico para a segurança pública, algumas pessoas são enfáticas em afirmar que isso ainda não será o suficiente para dar uma sensação mais concreta de segurança.

É o que pensa a lojista Márcia Morais de Souza. Ela conta que da loja de calçados em que ela trabalha, inaugurada há menos de um mês na esquina da Saldanha Marinho com a José Bonifácio, nos fundos da Catedral Basílica de Curitiba, já pôde ver uns três assaltos e a venda e consumo livre de drogas mesmo durante o dia. “Acho que uma ou outra câmera pode ajudar, mas apenas a presença da polícia é que fornece uma sensação maior de segurança”, diz.

As novas câmeras serão instaladas nos seguintes locais: Rua Dr. Muricy (2 câmeras), Avenida Marechal Floriano Peixoto, Rua Barão do Rio Branco, Rua Marechal Deodoro (2 câmeras), Rua Mariano Torres, Praça Tiradentes (2 câmeras), Praça José Borges de Macedo, rua Riachuelo (2 câmeras), rua Tobias de Macedo, praça Garibaldi (2 câmeras), Ruínas de São Francisco, Rua Barão do Serro Azul, Largo da Ordem (2 câmeras) e Rua Saldanha Marinho.

Origem: http://jornale.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=8006&Itemid=52

Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários, de suas sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.