O Museu do Ceará recebe vigilância eletrônica até o fim do ano

A instalação dos equipamentos será financiada pelo Ministério da Cultura.

A segurança no Museu do Ceará, localizado no Centro da cidade, mostrou-se ineficaz no início de janeiro deste ano, quando foi furtado, do lugar, os óculos de Frei Tito de Alencar, uma relíquia histórica. Ninguém sabe, ninguém viu e nada dos óculos do homem que entrou para a história como um símbolo da resistência contra a ditadura militar brasileira. Se o Museu do Ceará contasse com sistema de vigilância eletrônica, o desdobramento, certamente, teria sido outro: ou os óculos ainda estariam no seu devido lugar – o Memorial Frei Tito, cuja sala funciona no museu situado na Rua São Paulo – ou o ladrão já teria sido identificado.

Este cenário deve mudar até o fim do ano, com a implantação de um sistema de segurança eletrônica. No total, serão investidos 23 mil reais. O dinheiro é fruto de um edital nacional do Ministério da Cultura. “Nós concorremos com um projeto específico de vigilância, que figurou entre os contemplados pelo edital”, informa a diretora do Museu, Cristina Holanda. Os recursos, segundo ela, devem chegar aos cofres da instituição em, no máximo, seis meses. “Até o final do ano, o sistema deve estar funcionando”, avisa.

Acervo inestimável

A vigilância eletrônica supre uma das maiores deficiências do Museu do Ceará. A segurança do lugar é feita por um guarda – do efetivo do batalhão patrimonial da PM – no período da manhã e outro durante a noite. Eles têm a responsabilidade de proteger um rico acervo de valor simbólico inestimável. O acervo do Museu reúne cerca de 15 mil peças, resultado de compras e doações públicas e de particulares – que incluem moedas, medalhas, quadros, móveis, peças arqueológicas, artefatos indígenas, bandeiras e armas.

Veja a reportagem na integra…

Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários, de suas sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

[code]
Importante:
‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas,
jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão.
Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.'[/code]

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.